Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2019 > Dezembro > Ministério da Cidadania participa do maior congresso de prevenção às drogas da América Latina

Notícias

Ministério da Cidadania participa do maior congresso de prevenção às drogas da América Latina

POLÍTICAS PÚBLICAS

Secretário Quirino Cordeiro participou do 6° Congresso Internacional Freemind, em Águas de Lindóia (SP)
publicado  em 09/12/2019 18h00
Foto: Clarice Castro/Ministério da Cidadania

Águas de Lindóia (SP) - O Ministério da Cidadania discutiu as melhores práticas de como reduzir e prevenir o consumo de drogas com países da América Latina e com representantes da sociedade civil. De quarta-feira (4) a sábado (7), em Águas de Lindóia (SP), o secretário nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas, Quirino Cordeiro, participou do maior encontro do setor na região – o 6° Congresso Internacional Freemind 2019.

Com o lema 'Perder o futuro seria uma droga', o evento reuniu especialistas, gestores, profissionais e voluntários que atuam na prevenção e no tratamento a dependentes químicos no continente. O objetivo do encontro foi discutir e avaliar os efeitos nocivos das substâncias psicoativas na vida da população.

Para o secretário Quirino Cordeiro, investir na prevenção às drogas é menos oneroso e garante um resultado positivo para a sociedade, com o passar dos anos. "As principais ações das políticas públicas na área de drogas precisam ser na área de prevenção. E esse congresso é muito rico porque temos as principais lideranças da área da dependência química e da prevenção ao uso de drogas aqui presente", afirmou.

A produção de pesquisas mais aprofundadas pela Academia, que reforcem a necessidade de redução da demanda de drogas, também foi uma necessidade apontada pelo secretário de Cuidados e Prevenção às Drogas. "Para que possamos trazer cursos novos de capacitação para os nossos profissionais, ações baseadas em evidências científicas com certeza vão enriquecer e fortalecer as ações que já estamos fazendo, trazendo novas ações para desenvolver o País", ressaltou.

Durante o evento, o secretário firmou um acordo de cooperação técnica com a Sociedade Internacional de Profissionais da Prevenção e Tratamento de Uso de Substâncias (ISSUP). A parceria prevê a realização de pesquisas e capacitações sobre prevenção e tratamento de dependentes químicos. A vice-diretora global da instituição, Lívia Edegger, destacou a parceria. "Para nós é muito importante, porque temos o objetivo de reunir todas as pessoas e pessoas que atuam na redução da demanda de drogas. Com este acordo, alcançamos uma colaboração forte entre o governo e a nossa representação aqui no Brasil", avaliou.

De acordo com o organizador do Freemind, Paulo Martelli, é a primeira vez que um governo trabalha tão próximo às entidades que atuam na prevenção às drogas. "Nunca vimos, em um governo, um esforço de aproximação com a sociedade civil para resolver um problema como é o dependência química, como nós estamos vendo nesse governo, por meio do Ministério da Cidadania e da Senapred. Aqui, conseguimos realizar aqui uma troca muito grande de experiência e informação que podem contribuir para a redução de demanda de droga Brasil", afirmou o organizador.

O secretário do Ministério da Cidadania ainda participou de uma série de encontros possibilitados pelo evento em São Paulo. Quirino Cordeiro teve a oportunidade de descrever as ações que o governo federal vem desempenhando neste ano, entre elas a implementação da Nova Política sobre Drogas e os efeitos da nova Lei sobre Drogas no País.

Foram realizados encontros com representantes dos Narcóticos Anônimos, com integrantes da Marcha da Família contra as Drogas, com o Colegiado dos Presidentes Estaduais de Políticas sobre Drogas, e com o Consórcio de Universidades e com a Coalizão Comunitária Antidrogas (CADCA). O secretário também participou de painéis sobre comunidades terapêuticas, sobre a comunicação de evidências científicas que apoiem na prevenção às drogas; e contra a legalização das drogas.

Saiba Mais
Neste ano, o Ministério da Cidadania ampliou a quantidade de vagas financiadas em comunidades terapêuticas e atualmente repassa recursos para atendimento de cerca de 11 mil de pessoas em todo o País – quantidade quatro vezes maior do que no ano anterior.

Também está no ar, em diversos meios de comunicação, a segunda etapa da Campanha de Prevenção ao Uso de Drogas do Ministério da Cidadania. Com foco especial para jovens de 14 a 18 anos, a ação “Você nunca será livre se escolher usar drogas” tem o objetivo de fazer um alerta sobre as consequências para quem decide experimentar qualquer tipo de droga, mostrando aos jovens que eles podem ter seu desenvolvimento prejudicado ou mesmo suas vidas interrompidas.

Por André Luiz Gomes

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cidadania

Informações para a imprensa:
(61) 2024-2266 / 2412
www.cidadania.gov.br/imprensa