Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2019 > Agosto > Ministro Osmar Terra e economista Ricardo de Barros discutem aperfeiçoamento do Bolsa Família

Notícias

Ministro Osmar Terra e economista Ricardo de Barros discutem aperfeiçoamento do Bolsa Família

Ricardo Paes de Barros foi recebido nesta segunda-feira (26), em Brasília
publicado  em 26/08/2019 15h07
Foto: Clarice Castro

Brasília - O ministro da Cidadania, Osmar Terra, se reuniu nesta segunda-feira (26), em Brasília, com o economista-chefe do Instituto Ayrton Senna, Ricardo Paes de Barros, referência no setor social, para discutir alternativas que ajudem a aprimorar o Bolsa Família. Atualmente, o programa atende 13,8 milhões de famílias em todo o País. Todos os meses, mais de R$ 2,6 bilhões são repassados para os beneficiários.

Para o ministro Osmar Terra, é fundamental contar com a parceria do economista neste tema para o programa dar um passo a mais na proteção social dos mais vulneráveis. “Neste ano já vamos repassar o 13º do Bolsa Família, atingimos um nível com o Bolsa Família que é importante pensarmos em avançar para garantir que as famílias possam ter mais autonomia e consigam superar a pobreza”, apontou.

Entre as iniciativas discutidas, o economista sugeriu uma maior focalização do programa. "Se melhoramos nesse sentido, aumentarmos a nossa capacidade de enxergar os mais pobres além do Cadastro Único, conseguiríamos ter mais dinheiro para investir melhor naqueles que realmente mais precisam", disse Ricardo Paes de Barros.

Durante o encontro, ficou acordado que nos próximos meses outras reuniões serão realizadas – juntamente com outros pesquisadores – para se elaborar propostas que apoiem um aperfeiçoamento do programa. Participaram também da reunião a secretária executiva do Ministério da Cidadania, Ana Pellini, a secretária substituta da secretaria Especial de Desenvolvimento Social, Neusa Kempfer, o secretário executivo-adjunto, Ayrton Martinello, e a especialista do Instituto de Ensino e Pesquisa (Insper), Laura Muller Machado.

Ricardo Paes de Barros

O economista também faz parte do Conselho do Programa Nacional de Incentivo ao Voluntariado – Pátria Voluntária - ação ligada ao Ministério da Cidadania. A iniciativa tem o objetivo de fomentar a prática do voluntariado como um ato de humanidade, cidadania e amor ao próximo. O programa também estimula o crescimento do terceiro setor, contribuindo para a transformação do Brasil em um País mais justo e mais solidário.

Saiba Mais
O programa Bolsa Família é voltado para as famílias inseridas no Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal. São famílias que têm renda mensal por pessoa de até R$ 89, além daquelas com renda familiar mensal de até R$ 178 por pessoa e que tenham integrantes gestantes, crianças ou adolescentes. A quantia que cada beneficiário recebe varia conforme o número de pessoas na família, a idade de cada um e a renda declarada.
Para receber o benefício do Bolsa Família, as famílias também assumem compromissos nas áreas de educação e saúde. Crianças e jovens devem permanecer na escola e ter a carteira de vacinação em dia, por exemplo.

Informações sobre os programas do Ministério da Cidadania:
Central de Relacionamento - 121

Informações para a imprensa:
Ascom/Ministério da Cidadania
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa