Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2019 > Agosto > Centro-Dia fortalece vínculos e proporciona autonomia a deficientes e familiares

Notícias

Centro-Dia fortalece vínculos e proporciona autonomia a deficientes e familiares

Assistência

Com cerca de 1,6 mil unidades espalhadas pelo Brasil, unidades são especializadas no atendimento de pessoas com deficiência ou pessoas idosas em situação de dependência
publicado  em 27/08/2019 20h36
Foto: Mauro Vieira

Brasília (DF) - Há sete anos no Brasil, os chilenos Adriana Perez, de 61 anos, e o filho Ignácio Espinoza, de 34, construíram juntos uma rotina harmoniosa e com qualidade de vida em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. Enquanto ele, surdo-cego, desenvolve atividades para enriquecer o dia a dia, ela trabalha como costureira para sustentar a casa. Mas nem sempre foi assim. Os dois chegaram ao País sem qualquer referência e acolhimento até conhecer o Centro-Dia, serviço de proteção social especial para pessoas com deficiência e suas famílias oferecido pelo Ministério da Cidadania.

“Eu cheguei aqui com dificuldade de trabalho, de moradia, de manutenção geral da vida. Para trabalhar, eu tinha que ter alguém que me ajudasse a cuidar do meu filho. Foi quando eu conheci, por meio da mídia, o programa Centro-Dia de referência”, conta Adriana. “O trabalho realizado pelo centro foi essencial para o fortalecimento do Ignácio. Hoje, já não precisamos de tanta assistência, mas o laço afetivo continua. Hoje, Ignácio já não precisa mais ir ao Centro-Dia”, ressalta.

O serviço de proteção social para pessoas com deficiência e suas famílias tem como principal objetivo fortalecer os vínculos e proporcionar caminhos possíveis para a independência nas relações. Por isso, o Centro-Dia tem o apoio de uma equipe multiprofissional – que inclui psicólogos, assistentes sociais, terapeutas ocupacionais, cuidadores sociais – para planejar as atividades desenvolvidas com os usuários.

A coordenadora do Centro-Dia em que Ignácio foi atendido, Maísa dos Reis Rodrigues, explica a dinâmica do serviço. “São atividades de vida básica, como tomar banho, se alimentar, trocar de roupa, até atividades um pouquinho mais elaboradas, como ensiná-los a reconhecer dinheiro, a se localizar. Isso com intuito de compartilhar os cuidados com a família, que normalmente está sobrecarregada porque cuida muito daquela pessoa. A partir daí, trabalhamos para que os familiares tenham tempo disponível”, explica.

É a disponibilidade de tempo que permite às famílias ter acesso facilitado a escolas, atendimento de saúde, cursos de qualificação, oportunidades de emprego e até atividades recreativas. O Centro-Dia atende todo o ciclo da vida – de crianças com deficiência até idosos. São 1,6 mil unidades espalhadas por todo o país, informa a secretária Nacional de Assistência Social do Ministério da Cidadania, Mariana Neris.

“O Centro-Dia é uma unidade desenvolvida para o atendimento de pessoas com deficiência ou pessoas idosas em situação de dependência. Ele pode ser desenvolvido por ciclos de vida na rede da assistência social, podendo contar com unidades públicas governamentais ou unidades da rede assistencial que são conveniadas e que fazem parcerias com os municípios para realizar esses serviços”, informa a secretária.

Para saber mais sobre os Centros-Dia e outras ações do Ministério da Cidadania que contribuem para a inclusão de pessoas com deficiência, acesse: mds.gov.br

Semana da Pessoa com Deficiência
A Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla, celebrada entre os dias 21 e 28 de agosto, foi instituída em 2017 pela Lei Nº 13.585. Segundo a legislação, as comemorações da semana “visam o desenvolvimento de conteúdos para conscientizar a sociedade sobre as necessidades específicas de organização social e de políticas públicas para promover a inclusão social desse segmento populacional e para combater o preconceito e a discriminação”.

Informações sobre os programas do Ministério da Cidadania:
Central de Relacionamento - 121

Informações para a imprensa:
Ascom/Ministério da Cidadania
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa