Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2019 > Agosto > Aliança por Brumadinho oferece oficina gratuita de gestão financeira para comunidade

Notícias

Aliança por Brumadinho oferece oficina gratuita de gestão financeira para comunidade

SERVIÇO

Aulas vão ajudar pessoas que recebem indenização da Vale a gerir finanças
publicado  em 30/08/2019 20h03

Brasília/DF - Desde que as famílias residentes de Brumadinho (MG) começaram a receber da empresa Vale repasses mensais indenizatórios, que podem chegar a um salário mínimo por pessoa, a segurança financeira das famílias tem sido uma preocupação da Aliança por Brumadinho. Por isso, está sendo ofertada, de forma gratuita, uma oficina financeira básica a toda população da cidade. O conteúdo, desenvolvido pela Fundação Banco do Brasil, é voltado para a gestão financeira. O objetivo é ensinar as famílias a economizar e gastar o dinheiro de forma responsável. As aulas iniciam a partir de 11 e 12 de setembro. As inscrições devem ser feitas nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) do município, até o dia 6 de setembro.

O secretário de Articulação e Parcerias do Ministério da Cidadania, Osmar Lara, acredita que a oficina ajudará as famílias da cidade. Segundo ele, alguns beneficiários não estão sabendo gerir o dinheiro, o que pode criar problemas a médio prazo. “Muitas dessas famílias viviam com pouco mais que um salário mínimo. Agora, que chegam a receber mais do que o dobro, muitas pessoas estão abandonando o emprego para viver do valor repassado. É importante lembrar que esses repasses cessam em janeiro do ano que vem, e a vida continua”, aponta. Lara ressalta que o objetivo não é controlar os gastos da população, mas orientar para uma vida financeira mais saudável. “As pessoas devem ter consciência de que esse dinheiro vai acabar, e elas precisam ter guardado alguma coisa. É importante que façam seus investimentos e aproveitem esses repasses para realizar seus sonhos. Nosso papel é orientar estas famílias a chegarem lá”, conta.

Na primeira etapa da oficina, realizada nos dias 20 e 21 de agosto, o público capacitado foram os multiplicadores, que são servidores públicos da Prefeitura de Brumadinho que prestam atendimento direto a população em situação de vulnerabilidade social. O objetivo é que eles ajudem a orientar a população sobre a importância de se fazer a oficina.

Wallace Cristiano da Silva atua em Brumadinho como assistente social e participou da oficina para os multiplicadores. Ele destaca que o conteúdo trabalhado em sala de aula é importante para toda a comunidade e vai servir como subsidio para os atendimentos diários. “No atendimento ao usuário, isso vai ser muito importante. Agora é o momento de a gente refletir com as famílias mais pobres sobre como gerir a renda extra com responsabilidade, ajudar a criar uma cultura de cuidar do dinheiro. Esse conhecimento, mesmo sendo bem básico, nos dá mais uma forma de ajudar as pessoas mais pobres”, conta.

Maria Eduarda Serra, assessora da Gerência de Implementação de Programas e Projetos da Fundação Banco do Brasil, foi uma das duas professoras a ministrar a primeira fase da oficina. Ela afirma que a experiência com os multiplicadores foi muito positiva para adequar o conteúdo à realidade dos moradores de Brumadinho. “Como nós estamos bem distantes da realidade de tudo que está acontecendo na cidade, foi muito importante essa primeira troca de experiência. Pudemos entender melhor o sentimento da cidade, conhecer e adequar a linguagem e sentir o ambiente. A participação dos servidores foi muito importante nesse processo de ajustes”, relata Maria Eduarda.

Brumadinho - A Aliança por Brumadinho trabalha, desde março, para reconstruir o município mineiro, melhorar a qualidade de vida de seus habitantes, e recuperar a atividade econômica da região. A cidade viveu uma das maiores tragédias ambientais já registradas no País, onde 242 pessoas morreram após o rompimento da Barragem Córrego do Feijão, da mineradora Vale.

Com ações nas áreas de desenvolvimento social, educação, saúde, cultura, esporte, infraestrutura, meio ambiente e segurança pública, o Ministério da Cidadania coordena parcerias com diversas entidades, públicas e privadas, junto com os governos estadual e municipal, para auxiliar na recuperação de Brumadinho.

*Por Henrique Jasper

Informações sobre os programas do Ministério da Cidadania:
Central de Relacionamento - 121

Informações para a imprensa:
Ascom/Ministério da Cidadania
(61) 2030- 2649 / 1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa