Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2019 > Abril > Plano Progredir é pauta de audiência pelo Dia do Jovem Trabalhador

Notícias

Plano Progredir é pauta de audiência pelo Dia do Jovem Trabalhador

NA CÂMARA

Programa promove ações para geração de emprego e renda a pessoas em situação de vulnerabilidade social
publicado  em 24/04/2019 19h43
Foto: Rafael Zart

Brasília/DF - Uma audiência pública na tarde desta quarta-feira (24) marcou o Dia Internacional do Jovem Trabalhador e o aniversário da Lei da Aprendizagem, que completou 18 anos. Durante a cerimônia, na Câmara dos Deputados, o Ministério da Cidadania apresentou as ações do Plano Progredir, cujo objetivo é gerar emprego e renda às pessoas inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal.

Dezenas de jovens lotaram o plenário, entre eles o brasiliense Felipe Fonseca, de 16 anos. Ele participa de um curso preparatório para o mercado de trabalho no Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) e falou sobre as expectativas para o futuro. “Não consigo esconder a ansiedade porque quero realmente receber meu próprio dinheiro. Acho que esta é uma chance única para viver o ambiente de trabalho de verdade”.

Substituindo o secretário Especial do Desenvolvimento Social do Ministério da Cidadania, Lelo Coimbra – que também é autor da Lei da Aprendizagem (10.097/00) -, o diretor de Inclusão Social e Produtiva Urbana, Gustavo Saldanha, detalhou o Progredir à plateia. De acordo com Saldanha, o governo federal quer facilitar o acesso do público do Cadastro Único – especialmente os beneficiários do Bolsa Família - a vagas ainda não preenchidas para jovens aprendizes. “Sabendo onde estas vagas estão, e com a possibilidade de as empresas ofertarem diretamente pelo Progredir, podemos focalizar estas oportunidades aos jovens de baixa renda”.

Saldanha ainda falou sobre os eixos do Progredir, que são a intermediação de mão de obra, a qualificação profissional e o empreendedorismo. Para ele, o formato do Ministério da Cidadania, unindo as secretarias especiais de Desenvolvimento Social, Cultura e Esporte, deve colaborar para o sucesso das ações. “Agora, podemos buscar mais oportunidades e intermediar mão de obra, qualificar profissionalmente e incentivar o empreendedorismo”, completou.

A audiência foi acompanhada pelo presidente da Associação dos Jovens Aprendizes com Deficiência Visual, que ressaltou que ações públicas como o Progredir são relevantes pela possibilidade de mudar a realidade de muitos jovens do país. “A juventude é vítima e está à frente em índices como o de violência, de criminalidade, de prostituição, então dar uma oportunidade de emprego é tirar os jovens desta zona de risco. Ter um programa que coloca o jovem em pauta é fundamental”, concluiu.

*Por Diego Queijo

Informações para a imprensa:
Ascom/Ministério da Cidadania
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa