Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2018 > Março > Vencedores do Prêmio Progredir serão conhecidos na próxima quinta-feira (15)

Notícias

Vencedores do Prêmio Progredir serão conhecidos na próxima quinta-feira (15)

PREMIAÇÃO

A premiação irá reconhecer cinco iniciativas, uma de cada região do Brasil, que impulsionem a autonomia dos beneficiários do Bolsa Família e do Cadastro Único
publicado  em 12/03/2018 16h46

Brasília – Destacar as ações desenvolvidas pelos municípios para a geração de renda e a inclusão de pessoas de baixa renda no mercado de trabalho. Esse é o objetivo do Prêmio Progredir, que irá reconhecer cinco iniciativas, uma de cada região do Brasil, que impulsionem a autonomia dos beneficiários do Bolsa Família e do Cadastro Único. Nessa semana, o prêmio entra na fase final: os vencedores serão conhecidos na próxima quinta-feira (15).

Para o ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, o prêmio tem a função de destacar as boas práticas e multiplicar essas ações, estimulando a valorização das iniciativas de geração de emprego e renda. “O prêmio é muito importante porque cria um incentivo que não existia antes. Estimula os prefeitos a trabalharem na reinserção social e econômica das pessoas que estão no Bolsa Família e no Cadastro Único”, avaliou Terra.

Ao todo, 384 projetos de todas as regiões do país foram inscritos e 10 foram selecionados para a final. Os vencedores irão participar da cerimônia de premiação, em Brasília, além de terem seus projetos divulgados no portal do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS). Há ainda a possibilidade de convênio com o órgão no valor de até 1 milhão de reais para ampliação ou implementação da ação. Além disso, cada equipe vencedora receberá troféu, placa, medalhas e certificados.

Plano Progredir - O prêmio integra o Plano Progredir, que é coordenado pelo MDS.  A iniciativa do governo federal reúne um conjunto de ações para auxiliar as famílias de baixa renda. A estratégia conta com assistência técnica para microempreendedores ou pessoas com potencial para empreender em todo o país, além de ações de inclusão digital, educação financeira e vagas em cursos profissionalizantes.

O ministro destaca ainda a importância do Progredir para promover a independência das famílias mais vulneráveis. “O plano é um esforço paralelo ao Bolsa Família, que reforça o programa e ajuda as famílias a saírem da pobreza. Auxilia principalmente os jovens, para que eles possam ter uma alternativa de melhorar de vida e ver um outro mundo possível, além da situação de pobreza”, ressaltou Osmar Terra.

Conheça as iniciativas:

Região Norte

Benevides (PA) – Projeto Mais um Passo
Nota Etapa I: 93  

No ano de 2014, criou-se o projeto Mais Um Passo, destinado a atender adolescentes a partir de 14 anos e jovens. O programa visa proporcionar uma formação dentro dos conceitos de aprendizagem profissional, com os conteúdos teórico e prático, que promovam o desenvolvimento pessoal e profissional dos participantes. Assim, os jovens terão a oportunidade de ingressar no mercado formal de trabalho de empresas nacionais e multinacionais do município, seja na condição de jovem aprendiz ou candidato para uma vaga de emprego. A expectativa é qualificar mil adolescentes, entre jovens e adultos,  formando mão de obra qualificada e encaminhando ao mercado de trabalho.

Boa Vista (RR) – Crescer
Nota Etapa I: 89  

O projeto Crescer atende jovens de 15 a 25 anos em situação de vulnerabilidade social. O objetivo é reduzir a violência juvenil, o uso de drogas e promover a reinserção social, econômica e educacional. Anualmente são atendidos 500 jovens e todo suporte é dado para os participantes mantenham a assiduidade no projeto. O Crescer disponibiliza oficinas laborais, onde os alunos terão os primeiros contatos com os ofícios, aprendendo a confeccionar os produtos e após, inicia-se a fase de produção com o propósito de geração de renda e preparação para o mercado de trabalho.

Região Nordeste

Aracaju (SE) – Cultivando Cidadania
Nota Etapa I: 84  

O Cultivando Cidadania trará para o município de Aracaju, de forma pioneira, a implantação de hortas e outros cultivos em espaços comunitários, visando a geração de renda da população em vulnerabilidade social. O foco inicial é desenvolver a autonomia de 100 famílias de baixa renda inseridas no Cadastro Único e no Bolsa Família. O projeto pretende acompanhar as famílias por 18 meses, até que possam gerir a produção de forma autônoma, através de cooperativas e grupos de trabalho.  A iniciativa será implantada no primeiro semestre de 2018, inicialmente em quatro bairros de maior vulnerabilidade social do município, segundo dados do IBGE.

Caucaia (CE) – Projeto Dona de Mim
Nota Etapa I: 83  

Com o objetivo de propiciar formação cidadã estimulando participação na vida pública do território, o Projeto Dona de Mim atende mulheres de 18 a 59 anos, a mulheres vitimizadas, sob risco de violência ou em situação de vulnerabilidade. A iniciativa também desenvolve a compreensão crítica das beneficiárias para a realidade social. Serão beneficiadas 500 mulheres que foram atendidas nos Centro de Referência de Assistência Social (Cras) e Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas). Ao serem encaminhadas ao mundo do mercado ou para o Programas de Incentivo a Pequenos Negócios, as mulheres receberão cursos profissionalizantes, oficina de inserção no mercado de trabalho, de empreendedorismo e plano de negócios.

Região Centro-Oeste

Morrinhos (GO) Pró-Cidadão – Programa Menor Aprendiz
Nota Etapa I: 87

O Programa Menor Aprendiz proporciona a aprendizagem de adolescentes e jovens inscritos no Cadastro Único, inserindo-os no mercado de trabalho, abrindo os caminhos para o primeiro emprego. São destinadas 280 vagas de emprego ao público do programa, sendo 100 vagas para cursos de desenvolvimento e 180 vagas nas empresas parceiras. O programa contribui com o afastamento dos jovens da criminalidade e do consumo de drogas, dando a eles a oportunidade de se tornarem cidadãos plenos a partir do acesso ao conhecimento, ao aprendizado, profissionalização e do desenvolvimento pessoal.

Sorriso (MT) – Mundo do Trabalho
Nota Etapa I: 85  

Criado em 2014, o Mundo do Trabalho capacita jovens de 15 a 17 anos para competirem em igualdade na seleção de emprego. O projeto sensibiliza empresas locais para os ganhos que a sociedade tem ao dar oportunidade de trabalho para esse público. A meta é encaminhar e contratar 100% dos adolescentes no primeiro emprego e inseridos no Programa de aprendizagem profissional para adolescente. Com o Mundo do Trabalho, a cultura sobre o tipo de trabalho no território tem mudado. O êxito dos primeiros contratados estimulou a procura ao projeto pelos jovens e pelas suas famílias e renasceu a esperança em um futuro melhor.

Região Sudeste

Viana (ES) – Programa de Qualificação Profissional, Geração de Emprego e Renda para o Vianense – GERAR
Nota Etapa I: 91  

O Programa Gerar realiza a integração entre todas as ações desenvolvidas pelos órgãos e entidades da administração municipal voltadas à qualificação social e profissional, à geração de renda e ao encaminhamento para o mercado de trabalho. A iniciativa possui um convênio específico para as empresas parceiras e conveniadas que disponibilizam suas vagas de emprego na Agência de Empregos de Viana. Outra parceria é com o Programa Cidade Empreendedora que oferta a todas as turmas de qualificação uma capacitação sobre microempreendedor individual e linhas de créditos.

Andradas (MG) - Abrindo Caminhos para Seguir em Frente
Nota Etapa I: 88 

O Abrindo Caminhos para Seguir em Frente atende alunos matriculados regularmente na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Andradas e a pessoas com deficiência, com 16 anos ou mais, aptas ao mercado de trabalho. Os participantes são inseridos em uma rotina de trabalho, aprendem a executar tarefas comuns como atender ao telefone, anotar recados e recepcionar pessoas. Em pouco tempo eles se descobrem mais úteis, responsáveis e capazes de realizar serviços que antes não eram desempenhados devido a uma limitação. Os alunos se revezam a cada oito dias úteis no mês e podem participar do projeto até que consigam a inserção formalmente no mercado de trabalho.

Região Sul

Campo Largo (PR) – Elos da Sustentabilidade
Nota Etapa I: 97  

Para promover a sustentabilidade e a inclusão social dos catadores, foi desenvolvido o Elos da Sustentabilidade. Assim surgiu a Central de Valorização de Recicláveis para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. O projeto conseguiu atualizar o cadastro social dos catadores e inseri-los nos programas assistenciais; promover capacitações; encaminhar os trabalhadores para a regularização dos documentos, acompanhamento periódico de saúde e inserção no cadastro dos Programas de Habitação e Interesse Social. Diante dos ótimos resultados, o projeto entrou em uma nova fase de expansão: Construção da Central de Valorização Recicláveis Modelo de Ecoeficiência.

Lindóia do Sul (SC) – LindoiaTec
Nota Etapa I: 96  

O LindoiaTec será implementado nas escolas públicas de Lindóia do Sul. O objetivo é qualificar e preparar cerca de 340 jovens por ano, entre 12 e 17 anos, possibilitando principalmente ao jovem de baixa renda o acesso conhecimento tecnológico de forma gratuita. A iniciativa irá ofertar educação tecnológica, em contraturno escolar, através de oficinas profissionalizantes de robótica, Physics game e automação industrial para alunos da rede de ensino público. O projeto prevê ainda a formação de docentes do ensino público para o mundo tecnológico. A proposta é formar profissionais e empreendedores mais preparados e reduzir o índice de pobreza no município.


*Por Pamela Santos

Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa