Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2018 > Março > Prêmio Progredir: conheça os vencedores

Notícias

Prêmio Progredir: conheça os vencedores

INCLUSÃO PRODUTIVA

Premiação reconhece as ações desenvolvidas pelos municípios para a inclusão de pessoas de baixa renda ou em situação de vulnerabilidade social no mundo do trabalho
publicado  em 15/03/2018 19h54

Prêmio Progredir: conheça os vencedores Premiação reconhece as ações desenvolvidas pelos municípios para a inclusão de pessoas de baixa renda ou em situação de vulnerabilidade social no mundo do trabalho

Região Norte
Boa Vista (RR) – Crescer                                                                                                                                                                      

O projeto Crescer atende jovens de 15 a 25 anos em situação de vulnerabilidade social. O objetivo é reduzir a violência juvenil, o uso de drogas e promover a reinserção social, econômica e educacional. Anualmente, são atendidos 500 jovens. Todo suporte é dado para que os participantes mantenham a assiduidade no projeto. O Crescer disponibiliza oficinas laborais, onde os alunos terão os primeiros contatos com os ofícios, aprendendo a confeccionar os produtos. Depois, inicia-se a fase de produção com o propósito de geração de renda e preparação para o mercado de trabalho.

Região Nordeste
Aracaju (SE) – Cultivando Cidadania                                                                                                                                                  

O Cultivando Cidadania trará para o município de Aracaju, de forma pioneira, a implantação de hortas e outros cultivos em espaços comunitários, visando à geração de renda da população em vulnerabilidade social. O foco inicial é desenvolver a autonomia de 100 famílias de baixa renda inseridas no Cadastro Único e no Bolsa Família. O projeto pretende acompanhar as famílias por 18 meses, até que possam gerir a produção de forma autônoma, por meio de cooperativas e grupos de trabalho.  A iniciativa será implantada no primeiro semestre de 2018, inicialmente em quatro bairros de maior vulnerabilidade social do município, segundo dados do IBGE.

Região Centro-Oeste
Morrinhos (GO) Pró-Cidadão – Programa Menor Aprendiz                                                                                                         

O Programa Menor Aprendiz proporciona a aprendizagem de adolescentes e jovens inscritos no Cadastro Único, inserindo-os no mercado de trabalho, abrindo os caminhos para o primeiro emprego. São destinadas 280 vagas de emprego ao público do programa, sendo 100 vagas para cursos de desenvolvimento e 180 vagas nas empresas parceiras. O programa contribui para afastar os jovens da criminalidade e do consumo de drogas, dando a eles a oportunidade de se tornarem cidadãos plenos a partir do acesso ao conhecimento, ao aprendizado, profissionalização e desenvolvimento pessoal.

Região Sudeste 
Viana (ES) – Programa de Qualificação Profissional, Geração de Emprego e Renda para o Vianense – Gerar                   

O Programa Gerar realiza a integração entre todas as ações desenvolvidas pelos órgãos e entidades da administração municipal voltadas à qualificação social e profissional, à geração de renda e ao encaminhamento para o mercado de trabalho. A iniciativa possui um convênio específico para as empresas parceiras e conveniadas que disponibilizam suas vagas de emprego na Agência de Empregos de Viana. Outra parceria é com o Programa Cidade Empreendedora que oferta a todas as turmas de qualificação uma capacitação sobre microempreendedor individual e linhas de créditos.

Região Sul
Campo Largo (PR) – Elos da Sustentabilidade                                                                                                                                

Para promover a sustentabilidade e a inclusão social dos catadores, foi desenvolvido o Elos da Sustentabilidade. Assim surgiu a Central de Valorização de Recicláveis para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. O projeto conseguiu atualizar o cadastro social dos catadores e inseri-los nos programas assistenciais; promover capacitações; encaminhar os trabalhadores para a regularização dos documentos, acompanhamento periódico de saúde e inserção no cadastro dos Programas de Habitação e Interesse Social. Diante dos ótimos resultados, o projeto entrou em uma nova fase de expansão: Construção da Central de Valorização Recicláveis Modelo de Ecoeficiência.