Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2018 > Março > Osmar Terra convida municípios de Santa Catarina a aderirem ao Criança Feliz

Notícias

Osmar Terra convida municípios de Santa Catarina a aderirem ao Criança Feliz

PRIMEIRA INFÂNCIA

Ministro do Desenvolvimento Social palestrou sobre o programa nesta segunda-feira (26) para gestores e trabalhadores da área de educação na região de Jaraguá do Sul
publicado  em 26/03/2018 17h38
Exibir carrossel de imagens Foto: Clarice Castro/MDS

Jaraguá do Sul (SC) - “Estimular e investir nas crianças durante os primeiros anos de vida é fundamental para a redução da desigualdade e para o desenvolvimento do país”. Essa foi a principal mensagem do ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, durante palestra realizada nesta segunda-feira (26) em Jaraguá do Sul, Santa Catarina.

Na ocasião, o ministro falou das bases científicas do Criança Feliz e ressaltou a importância da adesão dos municípios catarinenses ao programa. A secretária Estadual de Assistência Social, Romanna Remor, defendeu a participação do Estado nas ações do governo federal de promoção da primeira infância nas famílias de baixa renda.

Mais de mil pessoas da região do Vale do Itapocu (SC), entre gestores e trabalhadores das áreas da educação, acompanharam a apresentação. A professora de educação infantil Francelise Pedroso, de Joinville (SC), destacou a importância de se discutir sobre a primeira infância. “A educação infantil é a base de tudo, e esse encontro foi importante até para nós professores abrirmos nossas mentes para um ensino mais amplo”, disse.

Segundo Osmar Terra, é nos primeiros mil dias de vida que todas as competências humanas são constituídas, por isso a necessidade de intervir no período. “Uma criança negligenciada, maltratada terá muito mais dificuldades na vida adulta. Mas se essa criança for bem estimulada, ela vai ter um desempenho escolar e um emprego melhor que o de seus pais”, ressaltou.

Romanna Remor avaliou positivamente a apresentação de Terra e o convite para trabalhar com o programa no Estado. “Para quem é mãe, é impossível não se sensibilizar. Não vejo razões para que Santa Catarina não faça parte de um programa que só tem a beneficiar os mais inocentes e mais necessitados”, concluiu.

Ainda de acordo com a secretária, uma reunião está marcada para amanhã (27) com o Conselho Estadual de Assistência Social para tratar sobre a adesão. O Criança Feliz é de livre adesão pelos Estados e municípios elegíveis.

Aproximação  - O ministro Osmar Terra também fez palestras nesta segunda-feira (26) para prefeitos e trabalhadores das áreas da assistência social, educação e saúde nos municípios catarinenses de Chapecó e Maravilha. Na ocasião, ele apresentou as ações do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS). Defendeu também a união entre os governos ao explicar como as prefeituras podem acessar recursos federais por meio de programas como o Bolsa Família e o Criança Feliz.

“Nosso objetivo é mostrar o que interessa aos prefeitos, fazer um balanço do trabalho realizado pelo ministério e propor parcerias para os municípios”, destacou.

Ao participar do evento, o prefeito de Chapecó, Luciano Buligon, disse que o ministro Osmar Terra repassou informações essenciais para os gestores. “Essa aproximação do governo federal com os municípios é essencial para vermos, ouvirmos e abrirmos caminhos. Assim, estaremos capacitados e continuaremos prestando um serviço de referência em assistência social na região”, afirmou.

O ministro reforçou ainda a importância do programa nacional voltado à primeira infância, o Criança Feliz. O programa já atende 240.917 pessoas, entre crianças e gestantes, em 1.946 municípios. Ao todo, 13,4 mil profissionais atuam na iniciativa. O valor repassado às prefeituras pelo MDS para a implementação do programa chegou a R$ 201,3 milhões em 2017.

Saiba mais
Coordenado pelo MDS, o Criança Feliz acompanha, semanalmente, crianças beneficiárias do Programa Bolsa Família, com idades entre 0 e 3 anos, e aquelas de até 6 anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC).Também são acompanhadas gestantes e crianças afastadas do convívio familiar por medidas protetivas.
Nos encontros, visitadores capacitados orientam as famílias sobre como estimular o desenvolvimento dos filhos nos primeiros mil dias de vida. 

*Por Diego Queijo

Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003

 Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa