Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2018 > Março > Michel Temer destaca o impacto positivo das políticas voltadas à primeira infância

Notícias

Michel Temer destaca o impacto positivo das políticas voltadas à primeira infância

DESENVOLVIMENTO INFANTIL

Presidentes do Brasil e da Colômbia participaram da abertura oficial de conferência realizada pelo MDS sobre o tema
publicado  em 20/03/2018 19h59
Foto: Mauro Vieira/MDS

Brasília – O presidente da República do Brasil, Michel Temer, o da Colômbia, Juan Manuel Santos, a primeira-dama brasileira Marcela Temer e o ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, abriram oficialmente o Conferência Internacional da Primeira Infância, nesta terça-feira (20), em Brasília. Os discursos reiteraram a importância e os avanços do Programa Criança Feliz, que chega a 240 mil pessoas em quase 2 mil municípios brasileiros.

Michel Temer destacou o impacto positivo e significativo do investimento nos primeiros anos de vida, que é o objetivo do Criança Feliz. “Os estudos científicos apontam que é dos 0 aos 6 anos de idade que se forma a personalidade dos indivíduos, então estamos no caminho certo. Queremos fazer as crianças do Brasil ainda mais felizes”, afirmou.

Embaixadora do programa, a primeira-dama Marcela Temer falou especialmente aos coordenadores estaduais e visitadores que atuam nos atendimentos. “São vocês que fazem tudo acontecer. Acompanho de perto o engajamento das equipes que trabalham na ponta e o sucesso das ações se deve a elas”. 

A primeira-dama também lembrou o propósito do programa. “Não podemos descansar até que nossas crianças e jovens tenham seus direitos assegurados, como saúde, educação e segurança, para que possam exercer plenamente a sua cidadania em uma sociedade mais justa. E este é o sentido maior dessa inciativa”.

Idealizador do Criança Feliz, o ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, destacou a importância dos estímulos e do investimento na primeira infância para a redução da desigualdade e da pobreza no país. “Todas as crianças nascem com o mesmo potencial, mas o que acontece com elas nos primeiros anos de vida pode diferenciá-las para sempre. Com bons estímulos a criança se desenvolve bem, terá melhor escolaridade, um emprego e uma qualidade de vida melhor. Então, é um momento decisivo e todas as políticas públicas que interferem nessa área obtém melhores resultados”, afirmou.

O conceito também foi defendido pelo coordenador-residente da Organização das Nações Unidas (ONU) no Brasil, Niky Fabiancic, que parabenizou o Brasil pela formulação  do Criança Feliz e convocou todos a apoiarem o programa. “O melhor investimento que um governo pode fazer na área social é este, e ele vai fazer com que os filhos das famílias mais pobres tenham mais instrução. O Criança Feliz já é uma realidade e com certeza será referência para outros países”, enfatizou.

Comitê - Na ocasião, foi assinada também a portaria do Comitê Gestor Interministerial do Criança Feliz. O objetivo é debater os principais desafios a serem superados na área. O texto foi assinado pelo ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, e por representantes dos ministérios da Saúde, da Educação, da Cultura e dos Direitos Humanos, com o objetivo de fortalecer ações em prol do desenvolvimento infantil.

Conferência - Promovida pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) em parceria com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), a Conferência Internacional da Primeira Infância tem o objetivo de promover a troca de experiências entre os países da América Latina e debater os principais desafios na área do desenvolvimento infantil.

O evento termina nesta quarta-feira (21), e conta ainda com a participação de professores das universidades de Melbourne, na Austrália, e de Toronto, no Canadá, além de especialistas da China e do Brasil.

Leia também:
Ações intersetoriais são a chave para garantir efetividade de programas
Criança Feliz será exemplo a ser seguido em todo o mundo, diz diretor de fundação
Importância da primeira infância para o desenvolvimento humano é tema de debate

Saiba Mais
Milhares de famílias brasileiras estão descobrindo um novo jeito de cuidar dos filhos. Coordenado pelo MDS, o Criança Feliz acompanha, com visitas domiciliares, crianças e gestantes beneficiárias do Bolsa Família, com idades entre 0 e 3 anos, e aquelas de até 6 anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC).
O programa também chega às mulheres grávidas e crianças que estão afastadas do convívio familiar por medidas protetivas. Nos encontros semanais, visitadores capacitados orientam as famílias sobre como estimular o desenvolvimento das crianças de acordo com a faixa etária delas. Até o momento, 240.917 pessoas são atendidas em 1.946 municípios brasileiros, sendo 209.846 crianças e 31.071 gestantes.

Conferência Internacional da Primeira Infância (20/03/2018)

 

*Por Diego Queijo

Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa