Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2018 > Maio > MDS lança programa de educação financeira voltado às beneficiárias do Bolsa Família

Notícias

MDS lança programa de educação financeira voltado às beneficiárias do Bolsa Família

POLÍTICA SOCIAL

Objetivo do Futuro na Mão é garantir a autonomia de mais de 200 mil mulheres
publicado  em 15/05/2018 12h48
Foto: Clarice Castro/MDS

São Paulo (SP) - Um programa do governo federal vai oferecer educação financeira para melhorar a gestão do orçamento familiar e garantir autonomia para mais de 200 mil mulheres. Esse é o objetivo do Futuro na Mão: dando um jeito na vida financeira, que vai proporcionar conhecimentos e ferramentas de educação financeira às beneficiárias do Bolsa Família – a ideia é que elas possam quebrar o ciclo da pobreza entre gerações. O programa foi lançado pelo Ministério do Desenvolvimento Social nessa segunda-feira (14), em São Paulo (SP), e tem a parceria da Associação de Educação Financeira do Brasil (AEF-Brasil), com financiamento do Banco Mundial e da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

O projeto foi desenvolvido com a participação de mais de três mil beneficiárias e aproximadamente 200 trabalhadores dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) de todas as regiões brasileiras. Durante o primeiro ciclo, 80 mulheres beneficiárias do Bolsa Família, moradoras de 14 cidades diferentes, foram acompanhadas ao longo de quatro meses por uma equipe contratada para executar a pesquisa.

Segundo o ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, é mais uma ação do governo federal que visa dar autonomia às pessoas de baixa renda para que conquistem sua independência financeira. “As pessoas saberem lidar com seu dinheiro, economizarem, planejarem o seu futuro e alcançarem seus sonhos por meio da educação financeira é extremamente importante. O MDS lança esse projeto e se compromete a levar esse conhecimento com ajuda de seus parceiros, nas prefeituras municipais e nos Cras, a cerca de 200 mil famílias do Bolsa Família”, ressaltou.

O secretário Nacional de Renda de Cidadania do MDS, Tiago Falcão, conta que durante quatro anos o programa registrou o impacto da tecnologia na vida das famílias. “Elas poupam mais, conhecem mais a lógica do sistema financeiro e dos mecanismos de utilização do recurso e passam a conhecer as suas vontades e os seus sonhos na perspectiva de realizá-los com os recursos que tem. Agora, temos a certeza de que chegamos a um novo patamar de política pública relacionada à educação financeira no país”. 

Para a superintendente da Associação de Educação Financeira (AEF) do Brasil, Cláudia Forte, o programa consegue ensinar para as famílias, de forma simplificada, que é possível ter uma vida financeira saudável e que torna as mulheres mais independentes. “O Futuro na Mão outorga a capacidade de sonhar dessas famílias. É um programa diferente de todos os que já foram feitos para esse público, porque é uma política pública testada. Aprendemos com os hábitos e construímos com elas algo que fizesse sentido para aquela realidade. É um material transformador, porque não foi feito para elas, mas com elas”. A AEF-Brasil promove o programa de Educação Financeira para Adultos, criado para reduzir a vulnerabilidade econômica e elevar as condições de vida da população de baixa renda no país.

Nesta primeira fase do Futuro na Mão, que será executada até dezembro, 560 municípios serão convidados a aderir à iniciativa. As oficinas de educação financeira vão ser ministradas por gestores capacitados em três encontros oferecidos nos Cras, dentro do Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (Paif). Cada encontro terá objetivos específicos, como formação de reservas, planejamento financeiro e controle de dívidas.

O ciclo de formação dos técnicos do Sistema Único de Assistência Social (Suas) responsáveis por realizar as oficinas começa nesta terça-feira (15), em São Paulo, primeiro Estado a receber a Semana de Formação. Na primeira etapa do programa, estão previstas 10 capacitações com duração de uma semana cada, promovidas em todas as regiões do país para a formação de 1.200 facilitadores.

Leia também:
Programa de educação financeira será voltado às beneficiárias do Bolsa Família

*Por Carolina Graziadei 

 Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa