Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2018 > Maio > Criança Feliz: famílias recebem livros para incentivar a leitura na primeira infância

Notícias

Criança Feliz: famílias recebem livros para incentivar a leitura na primeira infância

DESENVOLVIMENTO INFANTIL

A iniciativa é fruto de uma parceira entre o MDS e a Fundação Itaú Social. Ao todo, mais de 8 milhões de livros serão entregues para todos beneficiários do Criança Feliz e os Cras
publicado  em 10/05/2018 16h05
Foto: Clarice Castro/MDS

Aracajú (SE) – A pequena Sofia Lessa, de um ano, observa atenta os comandos da mãe Itamara Lessa, 26 anos, durante as brincadeiras e a imita sorridente. Os potes e panelas da casa viraram brinquedos assim que a família passou a ser acompanhada pelo Criança Feliz. Agora, mais uma ferramenta fará parte dos encontros semanais: o livro. “A visitadora ensina muitas coisas, pequenas, mas com grandes resultados”, conta Itamara.

Sofia é uma das crianças das 100 famílias de Aracajú (SE) que receberão do programa de atenção à primeira infância do governo federal o kit com dois livros infantis. Todos os 2.664 municípios brasileiros que já aderiram ao Criança Feliz vão receber os kits para as famílias cadastradas, além de 100 unidades para os Centros de Referência de Assistência Social (Cras).

Itamara ficou muito satisfeita com a novidade. Ela e o marido vivem do trabalho informal e são os R$ 240 recebidos do Bolsa Família que asseguram a compra de alimentos e remédios para os quatro filhos. Ver que os pequenos terão mais oportunidades na vida é o que motiva a mãe a continuar no programa Criança Feliz.

“A Sofia é curiosa, está aprendendo e desenvolvendo muito agora e vai aprender ainda mais. O livro será bom porque ajuda que, no futuro, ela seja quem ela quiser. Vai aprender mais e ter um futuro melhor”, afirma a mãe com esperança nos olhos.

Pesquisas científicas demonstram os impactos positivos que o hábito da leitura causa no cérebro ainda nos primeiros anos de vida. Entre eles estão o aumento do vocabulário, da imaginação, da criatividade e do fortalecimento de vínculos. O ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, destaca a importância de ações como essa:

“O livro é um grande parceiro do desenvolvimento infantil, seja por meio do manuseio, da leitura ou das imagens, mas sobretudo pelo fortalecimento de vínculo entre quem conta a história e a criança. Então, colocar à disposição livros é uma forma de potencializar as ações do Criança Feliz”, avalia o ministro.

Ação – A entrega dos livros é fruto de uma parceira do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) com a Fundação Itaú Social, e busca estimular a leitura ainda na primeira infância, além de fortalecer as ações do Criança Feliz. Na primeira etapa, a expectativa do MDS é entregar um milhão de livros. Ao todo, serão mais de 1,2 milhão de livros distribuídos para todos os beneficiários do Criança Feliz e os Cras.

A iniciativa também é resultado da ação de vários setores do programa, que conta com um Comitê Gestor formado pelos ministérios do Desenvolvimento Social, da Justiça e Cidadania, da Saúde, da Educação e da Cultura. A representante do Ministério da Educação no comitê e coordenadora-geral de Educação Infantil, Carolina Velho, ressalta que o livro tem papel fundamental na vida das crianças ao oferecer um ambiente de criatividade e desenvolvimento.

“Ler um livro para uma criança é abrir oportunidades e o mundo para ela. Ao chegar na educação infantil, a criança terá a experiência necessária adquirida durante o tempo que ela não esteve na escola. Mais do que pensar no futuro, é prover o direito de estar no mundo imaginário e literário que os livros oferecem”, explica Carolina.

Leia também:
Parceria cria acervo de livros infantis em Cras de todo o Brasil

 Saiba mais
Coordenado pelo MDS, o programa Criança Feliz promove visitas domiciliares em 2.030 municípios brasileiros. São 267.663 pessoas, entre crianças e gestantes, acompanhadas semanalmente por 12.824 visitadores em todo o país.

O público-alvo são gestantes e crianças de até 3 anos de idade beneficiárias do Bolsa Família, e de até 6 anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC). O programa também atende gestantes e crianças que estão afastadas do convívio familiar por medidas protetivas.

Parceria cria acervo de livros infantis para o Criança Feliz (26 e 27/4/2018)

*Por Pamela Santos

Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa