Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2018 > Maio > Beltrame vai à Paraíba para conhecer visitadores do Criança Feliz

Notícias

Beltrame vai à Paraíba para conhecer visitadores do Criança Feliz

Em Campina Grande

O Estado é destaque no programa que promove o desenvolvimento das crianças de baixa renda por meio de visitas domiciliares semanais
publicado  em 25/05/2018 17h14
Exibir carrossel de imagens Foto: Clarice Castro/MDS

Brasília – O ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, foi à cidade paraibana de Campina Grande, nesta sexta-feira (25), para conhecer de perto o trabalho dos visitadores do Criança Feliz.  A Paraíba é referência nacional na execução do programa, que promove desenvolvimento integral das crianças de baixa renda por meio de visitas domiciliares semanais. Mais de 25 mil pessoas já foram atendidas em 170 municípios. 

O encontro foi realizado no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Três Irmãs, uma das 10 unidades no município, e contou com a presença do prefeito Romero Rodrigues e de visitadores e supervisores do programa no Estado. 

O ministro apresentou os resultados positivos do Criança Feliz na Paraíba, que soma aproximadamente 433 mil visitas até o momento, o segundo maior número no país.    “O Criança Feliz é um sucesso na Paraíba. No Brasil, 285 mil gestantes e crianças são acompanhadas, 25 mil somente no Estado, o que representa quase 10% de todas as crianças acompanhadas no país. É a prova de que o povo da Paraíba acredita no programa e entende a importância do Criança Feliz para a emancipação das famílias e o desenvolvimento da criança”, ressaltou. 

O ministro Beltrame destaca que o Estado serve de exemplo para outros no país pelo trabalho desenvolvimento pelas visitadoras. “Sabemos que Paraíba e Campina Grande, em particular, são exemplos a serem seguidos pela determinação de implantar políticas e programas sociais realmente efetivos e que trazem resultados para o bem daquelas pessoas que mais necessitam do auxílio do Estado.” 

Bolsa Família - Durante o encontro, o ministro falou ainda sobre outros programas sociais, como o Bolsa Família, que teve reajuste de 5.67% no valor do benefício médio em 2018.  Na Paraíba, isso representa cerca de R$ 4,8 milhões a mais, por mês, na folha de pagamento do programa. Até o fim do ano, o reajuste destinará cerca de R$ 28,8 milhões a mais às famílias paraibanas. Os novos valores passam a valer a partir de julho e beneficiarão mais de um milhão de famílias no Estado.  

“São recursos que vão diretamente para as famílias e para a pequena economia, gerando movimento no comércio, na agricultura familiar. O Bolsa Família não ajuda apenas o beneficiário direto, mas alimenta um círculo virtuoso de desenvolvimento social. Cada recurso que vem, e que é bem focalizado,  tem um retorno muito grande para a sociedade, mudando o cenário  do Bolsa Família não só na Paraíba, mas em todo o Brasil.” 

Após o encontro, o ministro Beltrame acompanhou a visita a duas famílias atendidas pelo programa. Ana Paula da Silva é mãe de dois filhos, mas é o pequeno Isaías, de apenas um ano e dez meses, que recebe os cuidados do Criança Feliz. Ela diz que o menino ficou mais esperto e que o papel da visitadora é fundamental para o desenvolvimento do filho. “Como mãe, o programa é muito importante porque com os estímulos o Isaías está mais ativo, interage bastante durante as brincadeiras. Desejo que ele se desenvolva cada vez.”   

Na casa da Amanda Farias, o sentimento é o mesmo. Mãe da pequena Lívia, de dois anos, diagnosticada com microcefalia, o programa vai além dos estímulos para a filha. “A Terezinha é muito mais do que uma visitadora, ela também me ajuda no papel de mãe. A Lívia teve um desenvolvimento bem melhor depois da chegada do programa. Só tenho a agradecer”, contou.     

Para a visitadora Terezinha de Souza, o papel do programa em promover o desenvolvimento integral das crianças e estimular o vínculo ainda na barriga da mãe faz com que os pequenos possam ter um futuro melhor do que de seus pais. “A criança que participa do programa se desenvolve muito melhor, que no futuro vai fazer uma faculdade, vai ter um emprego, vemos um futuro diferente e que nós, como visitadoras, estamos ajudando a construir.” 

Saiba Mais 
Coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Social, o Criança Feliz está presente em 2.684 municípios e em 2.066 deles as visitas domiciliares já começaram. São 285.047 pessoas, entre crianças e gestantes acompanhadas semanalmente por 12.414 visitadores em todo o país. 

O público-alvo são gestantes e crianças de até três anos beneficiárias do Bolsa Família e de até 6 anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC), além daquelas que estão afastadas do convívio familiar por medidas protetivas.

*Por Carolina Graziadei e Letícia Palma 

Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003 

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505 / 9.9229-6773
www.mds.gov.br/area-de-imprensa