Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2018 > Junho > MDS premia práticas durante XI Encontro Nacional de Vigilância Socioassistencial

Notícias

MDS premia práticas durante XI Encontro Nacional de Vigilância Socioassistencial

Gestão

Cases de sucesso de 35 municípios e cinco Estados receberam reconhecimento
publicado  em 21/06/2018 19h08
Clarice Castro/MDS

Brasília – Com o intercâmbio e a premiação das melhores experiências de municípios e Estados na área de Assistência Social como destaques, terminou nesta quinta-feira (21) o XI Encontro Nacional de Vigilância Socioassistencial. O evento, organizado pela Secretaria Nacional de Assistência Social (SNAS) do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), ocorreu entre 19 e 21 de junho no Hotel Nacional, em Brasília.

Este ano, o tema do encontro foi Indicadores no Suas e a utilização do Cadastro Único para Programas Sociais e a dinâmica incluiu rodas de conversa para que profissionais do país inteiro trocassem impressões e experiências.

Dentro da programação, o evento contou ainda com a II Mostra de Experiências em Vigilância Socioassistencial, premiando práticas de 35 municípios e de cinco Estados brasileiros. Além de homenagear os envolvidos, foi montada uma exposição com banners divulgando, em resumo, os projetos reconhecidos.

Práticas - Uma das experiências premiadas foi a do governo de Goiás, que desenvolve um trabalho de mapeamento da situação de suas comunidades quilombolas. Segundo a coordenadora de Vigilância Socioassistencial do Estado, Helena Alves de Góis, “o trabalho foi desenvolvido junto a lideranças de comunidades quilombolas de Goiás, durante evento feito para que eles conhecessem as políticas públicas a que têm direito”.

De acordo com ela, um questionário foi elaborado e, a partir dos dados obtidos, novas comunidades foram certificadas como quilombolas. A ação encorajou a Vigilância a dar seguimento ao trabalho por mais de um ano, garantindo reconhecimento a essas pessoas. “Goiás hoje tem 47 comunidades quilombolas certificadas com um número de 13 mil famílias e 51 mil pessoas”, complementou.

Confira todas as experiências premiadas

Outro case de sucesso apresentado durante o encontro foi o do município de Castanhal, no Pará. Conforme a coordenadora de Vigilância Socioassistencial da cidade, Carmen do Socorro da Silva Quadros, há uma sub-representação social de negros na comunidade: embora maioria, eles não estão presentes nos escalões superiores e tampouco têm consciência clara de sua condição.

“O Sistema Único de Assistência Social, o Suas, promovendo a igualdade racial em Castanhal é uma mostra que vem dando certo porque traz resultados. É uma provocação para as políticas públicas pensarem na questão étnico-racial como algo a ser discutido nos equipamentos públicos da própria Assistência Social”, afirmou Cármen.

O XI Encontro Nacional de Vigilância Socioassistencial reuniu cerca de 350 participantes, gestores e técnicos federais, estaduais e municipais, além de especialistas e convidados.

Saiba mais
A Vigilância Socioassistencial tem como objetivo a produção, sistematização, análise e disseminação de informações das regiões de abrangência do Sistema Único de Assistência Social (Suas). Estruturada e ativa nos níveis municipal, estadual e federal, apoia atividades de planejamento, supervisão e execução dos serviços socioassistenciais.

Veja também:
Evento debate qualificação dos dados para aprimorar a Assistência Social no país

 

Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa