Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2018 > Janeiro > Programa Criança Feliz avança e está com prazo aberto para novas adesões

Notícias

Programa Criança Feliz avança e está com prazo aberto para novas adesões

PRIMEIRA INFÂNCIA

Até o dia 30 de junho, novos municípios podem integrar as ações que promovem o desenvolvimento infantil de maneira integral
publicado  em 22/01/2018 13h45
Foto: Rafael Zart/MDS

Brasília - O Criança Feliz avança pelo país e está com período aberto para novas adesões até o dia 30 de junho. Os 1.207 municípios que cumprem os requisitos para participar, mas ainda não entraram no programa, podem preencher o Termo de Aceite disponível no site do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS).

“É importante que os municípios participem, venham para o Criança Feliz e cuidem do seu bem mais precioso que são as crianças pequenas. A ciência comprova que é no início da vida que todas as competências humanas se organizam. Se a gente deixar passar esse período sem nenhum apoio, as crianças vão ter muito mais dificuldades em seu desenvolvimento”, destaca o ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra.

Em todo o país, 2.573 municípios já integram as ações voltadas para o desenvolvimento infantil. Com as novas adesões, o número poderá chegar a 3.780 cidades, consolidando a atenção à primeira infância no Brasil.

“O balanço do programa é muito positivo porque já estamos atendendo a mais de 200 mil pessoas e vendo os resultados. A cada semana o número de beneficiados aumenta e esperamos que cresça ainda mais com a participação de novos municípios. Precisamos fazer chegar esse benefício a todas as famílias mais vulneráveis do país”, afirma a diretora de Atenção à Primeira Infância do MDS, Ely Harasawa.

 Ela ressalta que a experiência tem apresentado evidências de que quanto mais cedo se investe nas crianças, melhor retorno se tem. “Investir nos primeiros anos de vida dos cidadãos é estratégico porque o retorno é rápido e você tem chances de diminuir as desigualdades sociais”, destaca a diretora.

Adesões – Podem integrar o programa municípios que tenham ao menos um Centro de Referência de Assistência Social (Cras) com registro no Cadastro Nacional do Sistema Único de Assistência Social (CadSuas) e, no mínimo, 140 pessoas do público prioritário do programa.

Para aderir, o gestor da assistência social deve acessar o sistema com seu CPF e senha, preencher o Termo de Aceite e encaminhá-lo para aprovação do Conselho Municipal de Assistência Social. A prefeitura deverá ainda encaminhar ao Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) um diagnóstico regional e um plano de ação do município delineando como serão realizadas as visitas domiciliares.

A formalização das adesões será feita mensalmente MDS até junho. Com isso, os municípios que estiverem estruturados para dar início às atividades do programa poderão começar as atividades praticamente de forma imediata.

CRIANÇA FELIZ EM NÚMEROS

Crianças atendidas

176.011

Gestantes atendidas

24.343

Total de atendidos

200.354

Municípios

Já realizam visitas

1.806

Elegíveis para o programa

3.780

Com adesão

2.573

Ainda podem realizar adesão

1.207

Equipes

Visitadores em atuação

10.235

Supervisores em atuação

2.485

Saiba mais
Coordenado pelo MDS, o Programa Criança Feliz busca promover o desenvolvimento infantil de maneira integral. A iniciativa prioriza gestantes e crianças de 0 a 3 anos beneficiárias do Bolsa Família e de até 6 anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC). Gestantes e crianças de até 6 anos de idade em serviço de acolhimento, afastadas do convívio familiar por medidas protetivas, também recebem as visitas. Com ações nas áreas de saúde, assistência social, educação, justiça e cultura, o programa orienta as famílias sobre a melhor maneira de estimular o desenvolvimento dos filhos.

Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003 

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa