Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2018 > Janeiro > Ministro visita escolas que terão água potável para atender 12 mil alunos no RS

Notícias

Ministro visita escolas que terão água potável para atender 12 mil alunos no RS

SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL

R$ 42 milhões serão repassados para implementação de tecnologias de acesso à água na área rural do Estado
publicado  em 03/01/2018 14h04
Foto: Mauro Vieira/MDS

Rio Grande do Sul - Nesta terça-feira (2), o ministro do Desenvolvimento Social , Osmar Terra, visitou escolas dos municípios de Gravataí e Charqueadas que irão receber recursos para implementação de tecnologias sociais de acesso à água. Ao todo, 225 escolas públicas rurais no Rio Grande do Sul serão beneficiadas com o investimento de R$ 42 milhões, que atenderá a mais de 12 mil alunos em 70 municípios gaúchos.

 “Uma escola não ter acesso à água potável é um problema social. Estamos trabalhando para oferecer a todos os locais de ensino do país água de qualidade e, com isso, melhorar a qualidade de vida de professores e alunos”, afirmou o Osmar Terra. A construção de tecnologias que garantam o acesso à água nas escolas rurais, como a instalação de cisternas, irá possibilitar que as crianças continuem estudando sem ter que suspender as aulas por falta de água.

O secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, Caio Rocha, também participou das visitas e reafirmou o compromisso do governo com a saúde e alimentação dos estudantes. “A maioria das doenças provém da água contaminada. Por questões de saúde e bem estar, estamos levando água potável principalmente para as escolas daqueles municípios que têm dificuldades de acesso ao recurso.”

Em Gravataí, a Escola Municipal de Ensino Fundamental Castro Alves atende a 50 crianças da zona rural. Para o prefeito Marco Aurélio Alba a iniciativa do governo demonstra o cuidado com a educação dos pequenos. “Esta ação vai melhorar, e muito, a qualidade de vida de todos os nossos alunos”, ressaltou.

Para a secretária-adjunta de Educação do Estado, Iara Vortmann, a implementação dessas tecnologias é fundamental para que o ensino não seja prejudicado pela falta de água. “A inciativa é extremamente necessária. Água é vida. Como uma escola pode funcionar sem água?”, questionou ela.

A Escola Estadual de Educação Infantil e Ensino Fundamental Tekoa Guajayvi é uma das instituições que será beneficiada. Localizada no município de Charqueadas, fica dentro da comunidade indígena guarani Guajayvi, onde vivem 60 pessoas. Para o líder da comunidade, Cláudio Acosta, o acesso à água potável vai refletir de forma positiva na saúde de todos os moradores do local e no aprendizado das crianças.  

Saiba Mais:
O Programa Cisternas tem como objetivo a promoção do acesso à água para o consumo humano e para a produção de alimentos, o que garante a segurança alimentar e nutricional das famílias mais pobres. A inciativa é coordenada pelo MDS em parceria com os governos Estaduais e municipais, consórcios públicos municipais e organizações da sociedade civil.

*Por Carolina Graziadei

Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa