Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2018 > Janeiro > Beneficiários do BPC precisam se inscrever no Cadastro Único até dezembro de 2018

Notícias

Beneficiários do BPC precisam se inscrever no Cadastro Único até dezembro de 2018

ASSISTÊNCIA SOCIAL

Mais de 2,1 milhões de pessoas ainda não repassaram as informações. Cadastramento garante o acesso a outros programas sociais
publicado  em 25/01/2018 18h55
Foto: Ubirajara Machado/MDS

Brasília - Garantir o acesso a mais de 20 programas sociais, como Minha Casa Minha Vida, Tarifa Social de Energia Elétrica e o Bolsa Família. Para isso, o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) convoca as pessoas que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC) a se inscreverem no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal.

Até o início deste ano, cerca de 1,8 milhões de beneficiários – entre pessoas com deficiência e idosos acima de 65 anos - ainda não tinham sido cadastrados. Atualmente, mais de 4,5 milhões de brasileiros recebem o BPC em todo o país.

O ministro do Desenvolvimento Social em exercício, Alberto Beltrame, destaca que o registro   é importante para a melhoria da gestão dos benefícios ao mesmo tempo que amplia o acesso das famílias pobres às políticas sociais. “Esse cadastramento permitirá ao governo federal conhecer melhor quem recebe o benefício. O sistema utilizado no Cadastro Único possibilita o acesso a informações qualificadas sobre a forma de vida das pessoas, como o local de residência, renda e escolaridade. Além disso, possibilita que as famílias saiam da vulnerabilidade a partir do direcionamento a outros programas”, afirma Alberto Beltrame.

Como se inscrever - Os idosos acima de 65 anos e as pessoas com deficiência que recebem o BPC devem procurar os Centros de Referência de Assistência Social (Cras) ou a secretaria de assistência social do município para se cadastrarem. Caso o beneficiário tenha alguma dificuldade de deslocamento, a inscrição pode ser feita pelo responsável familiar que deve levar o CPF de todas as pessoas que moram com o beneficiário e outros documentos pessoais, como o RG e comprovante de residência.

Saiba mais

O Cadastro Único reúne informações sociais e econômicas de cerca de 27,9 milhões de famílias. Estão cadastradas famílias com rendas per capita de até meio salário mínimo ou renda total familiar de até três salários mínimos. Nele, são registradas as características da residência, a identificação de cada pessoa, a escolaridade, a situação de trabalho e renda, entre outras informações.

 Por meio de um sistema informatizado, o governo federal consolida os dados coletados no Cadastro Único para formular e implementar políticas específicas, que contribuem para a redução das vulnerabilidades sociais. Todas as informações do sistema podem ser utilizadas pelos governos municipais, estaduais e federal.

 Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003

 Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa