Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2018 > Fevereiro > Ministro defende mais rigor no enfrentamento à epidemia de drogas

Notícias

Ministro defende mais rigor no enfrentamento à epidemia de drogas

POLÍTICAS PÚBLICAS

Osmar Terra foi um dos palestrantes do Seminário Internacional de Prevenção às Drogas, em Blumenau (SC)
publicado  em 08/02/2018 19h08
Foto: Clarice Castro/MDS

Santa Catarina - Endurecer as penas para traficantes e oferecer tratamento médico e acompanhamento para dependentes químicos. Esses são os pilares da proposta apresentada pelo ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, no enfretamento do que ele classifica como “uma epidemia de dependência química que atinge o Brasil”.

Durante palestra proferida no Seminário Internacional de Prevenção às Drogas, nesta quinta-feira (8), em Blumenau (SC), Terra defendeu que é preciso uma revisão na política nacional.

Segundo ele, nos últimos 20 anos, o país não teve propostas claras para solucionar o problema. Essa seria a causa para o aumento do número de dependentes químicos, da violência e da pobreza.

"Nós devemos abandonar esse posicionamento ideológico que prega a liberação das drogas, a redução de danos, e nos basearmos em dados científicos que demonstram, em sua absoluta maioria, os perigos decorrentes da liberação. A droga é como um vírus, quanto mais livre ele circular, maior será o número de pessoas doentes", enfatizou o ministro.

Médico, deputado federal e membro do Conselho Nacional de Políticas sobre Drogas ( Conad), Osmar Terra tem alertado para os problemas sociais e de saúde pública causados pelo consumo dessas substâncias. Na palestra, ele apresentou dados científicos que demonstram como as drogas afetam a saúde e alteram o cérebro do usuário, desencadeando compulsões e comportamentos agressivos.

O seminário foi promovido pela Cruz Azul no Brasil, entidade de prevenção às drogas e apoio a dependentes químicos e seus familiares.

Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003 

 Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa