Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2018 > Fevereiro > Ministro defende endurecimento na Política Nacional sobre Drogas

Notícias

Ministro defende endurecimento na Política Nacional sobre Drogas

CONAD

Osmar Terra afirmou que o conjunto das ações adotadas nos últimos 20 anos levou o país à atual epidemia de dependência química
publicado  em 01/02/2018 16h55
Foto: Rafael Zart/MDS

Brasília – O ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, voltou a defender uma mudança urgente na Política Nacional sobre Drogas. Terra esteve na reunião do Conselho Nacional de Políticas sobre Drogas (Conad) nesta quinta-feira (1º), em Brasília. Segundo ele, o conjunto das ações adotadas nos últimos 20 anos levou o país a atual epidemia de dependência química e ao caos na segurança pública.

“Está na hora de mudar e tratar o assunto como uma questão de saúde, educação e segurança pública. O governo está se propondo a modificar a política que vinha sendo feita, considerada totalmente ineficaz e que causa um dano enorme, principalmente a nossa juventude”, afirmou o ministro.

O conselho também colocou em pauta a votação do projeto de resolução do ministro, apresentado na última reunião, ocorrida em dezembro. O documento defende a adoção de ações baseadas em estudos técnicos e evidências apresentadas pela comunidade científica, definindo diretrizes para o realinhamento e fortalecimento da Política Nacional sobre Drogas. Segundo Terra, a população brasileira está pagando um preço alto pela ausência de critérios eficientes para enfrentar o problema.

Com os pedidos de vista de alguns conselheiros, a decisão sobre a aprovação do projeto ficou para a próxima reunião, em março. O presidente do Conselho, ministro da Justiça Torquato Jardim, garantiu que, mesmo diante de um parecer positivo à proposta, o colegiado não irá parar os debates com a sociedade acerca da Política Nacional sobre Drogas.

“Eu entendo que essa aprovação não afasta a continuidade do debate. Portanto, vamos continuar discutindo com todos os seguimentos da sociedade brasileira. A eficácia do projeto será construída. Agora precisamos de uma decisão imediata para atuarmos rapidamente”, ressaltou ele.

Saiba Mais
O Conad é formado por 12 representantes do poder público e outros 13 da sociedade civil. O órgão é responsável por acompanhar e atualizar as políticas e programas sobre a questão das drogas. Além dos ministérios do Desenvolvimento Social e da Justiça, têm assento no colegiado os ministérios da Educação, Defesa, Saúde, Fazenda e das Relações Exteriores.

* Por Pamela Santos

Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa