Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2018 > Fevereiro > Bolsa Família bate recorde no acompanhamento dos estudantes

Notícias

Bolsa Família bate recorde no acompanhamento dos estudantes

CONDICIONALIDADES

De acordo com o último balanço, 92,94% dos alunos tiveram a frequência escolar registrada. A marca é o melhor resultado desde 2006
publicado  em 08/02/2018 16h37
Foto: Ubirajara Machado/MDS

Brasília - O acompanhamento dos estudantes beneficiários do Bolsa Família, nos meses de outubro e novembro de 2017, alcançou a melhor cobertura nacional desde 2006: foi registrada a frequência de 13,5 milhões de crianças e jovens, entre 6 a 17 anos de idade. Os dados demonstram que 92,94% dos alunos que participam do programa foram acompanhados.

Desse total de estudantes, 95,39% (12,9 milhões) foram assíduos em sala de aula, cumprindo a condicionalidade de educação. De acordo com a coordenadora geral de Operacionalização das Condicionalidades do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), Ana Paula Guimarães, o resultado evidencia que o Bolsa Família reforça a importância da educação na vida das famílias beneficiárias, além de contribuir para manter crianças e jovens na escola.

“Um dos objetivos do acompanhamento é garantir que o acesso ao ensino esteja ocorrendo, o que é importante para que, ao longo do tempo, essas famílias consigam romper o ciclo de pobreza”, afirma a coordenadora.

O resultado é fruto do trabalho realizado pelas coordenações Estaduais e municipais de ensino e do Bolsa Família, e da articulação entre os ministérios do Desenvolvimento Social e da Educação. Ao longo do segundo semestre do ano, os dados levantados também foram qualificados junto ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Para as famílias com dificuldade em cumprir as condicionalidades, pode haver efeitos no recebimento do benefício, como bloqueios e suspensões. Os cancelamentos, porém, só ocorrem em último caso. Ainda segundo Ana Paula Guimarães, os dados do acompanhamento permitem identificar situações de vulnerabilidade social vivenciadas pelas famílias e ajudam a orientar a atuação do governo.  

Cabe ao poder público dar atenção especial às famílias em situação de reiterado descumprimento, desenvolvendo ações para acompanhá-las e auxiliá-las a voltarem a acessar os serviços de educação e de saúde. 

Saiba Mais
O Bolsa Família é um programa voltado para famílias brasileiras extremamente pobres (renda per capita mensal de até R$ 85) e pobres (renda per capita mensal entre R$ 85,01 e R$ 170). O valor repassado a cada usuário varia conforme o número de membros da família, idade e renda declarada no Cadastro Único. Ao ingressar no programa, as famílias recebem o benefício mensalmente e, como contrapartida, cumprem condicionalidades nas áreas de saúde e educação. 

Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003 

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa