Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2018 > Dezembro > Seminário debate políticas que promovam a superação da pobreza de forma sustentável

Notícias

Seminário debate políticas que promovam a superação da pobreza de forma sustentável

DESENVOLVIMENTO SOCIAL

Na abertura, ministro destacou o fortalecimento de programas sociais com inclusão produtiva e desenvolvimento infantil. Evento realizado pelo MDS ocorre até quarta-feira (12)
publicado  em 11/12/2018 14h34
Rafael Zart/MDS

Brasília – O ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, participou, nesta terça-feira (11), em Brasília, da abertura do Seminário Internacional Superando a Pobreza de Forma Sustentável: A Segunda Geração das Políticas Sociais. Promovido pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), até quarta-feira (12) o encontro debaterá os avanços das políticas sociais de primeira geração - que tratam dos programas de transferência de renda - e as experiências no desenvolvimento e implementação da segunda geração dessas ações, que abrangem iniciativas de desenvolvimento humano e inclusão produtiva. O evento reúne gestores e técnicos da Assistência Social, especialistas internacionais e representantes da sociedade civil e de instituições privadas.

Na ocasião, Beltrame citou o Criança Feliz e o Plano Progredir como exemplos de políticas públicas sustentáveis inovadoras, que modificarão a vida das pessoas de baixa renda a curto e médio prazo. “Transferência de renda não é a única forma de resolver o problema da pobreza. Com a segunda geração das políticas sociais, deixamos de pensar a pobreza como problema de renda e a enfrentamos de maneira multidimensional. O nosso objetivo foi criar alternativas para que as pessoas pudessem se emancipar. Quanto menos pessoas ficarem dependentes do nosso trabalho, mais eficiente ele será”, avaliou.  

Segundo o ministro, apesar das ações do programa já apontarem resultados, as mudanças significativas do Criança Feliz serão percebidas em 15, 20 anos. “Estimular o desenvolvimento infantil é uma forma de contribuir para a interrupção do ciclo vicioso da pobreza, no qual os filhos tendem a repetir a história de seus pais”, afirmou.  

Já o Plano Progredir tem entre os pilares a oferta de microcrédito, a qualificação profissional, o estímulo ao empreendedorismo e à educação financeira, com foco no público do Bolsa Família e do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. Para Beltrame, a iniciativa deve ser tratada como uma política de Estado. “Com o apoio do plano, calculamos que no prazo de até dois anos famílias poderão estar fora do Bolsa Família”, projetou.

Balanço – O ministro também fez um balanço das ações da pasta desde que o presidente da República, Michel Temer, assumiu o governo em maio de 2016. “Estamos deixando de legado a seriedade e o compromisso com os programas que herdamos. Reconhecemos que são políticas de Estado e transmitimos ao próximo governo ações mais sustentáveis”, considerou.

Ele ressaltou ainda o pente-fino no Bolsa Família, que retirou do cadastro pessoas que estavam recebendo o benefício indevidamente e permitiu zerar a fila de espera para ingressar no programa por diversas vezes. “A má gestão é geradora de iniquidade e injustiça. Quem tem fome, tem pressa. Encerraremos o mandato com tranquilidade e podendo olhar no olho de cada beneficiário sabendo que fizemos o melhor que poderíamos ter feito”, concluiu.


Programação
– Nos dois dias de seminário, painéis vão aprofundar a discussão sobre as políticas de desenvolvimento da primeira infância, empreendedorismo e qualificação profissional em parcerias público-privadas. Na quarta-feira (12), será realizada uma feira de oportunidades com parceiros e um encontro com beneficiários de destaque do Plano Progredir.

Veja mais:
Encontro de Talentos do Progredir aproxima jovens de novas oportunidadesVencedores da Olimpíada de Matemática são exemplo para inclusão produtivaPlano Progredir pode mudar realidade de famílias de baixa rendaCriança Feliz e investimentos na primeira infância ganham destaque em seminário

*Por André Luiz Gomes

Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505 / 9.9229-6773
www.mds.gov.br/area-de-imprensa