Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2018 > Dezembro > Projeto Dona de Mim devolve autonomia e autoestima a mulheres no Ceará

Notícias

Projeto Dona de Mim devolve autonomia e autoestima a mulheres no Ceará

PRÊMIO PROGREDIR

Iniciativa é exemplo de como ações de inclusão produtiva transformam a vida das pessoas e foi a segunda colocada do Prêmio Progredir na região Nordeste
publicado  em 24/12/2018 11h12
Rafael Zart/MDS

Caucaia (CE) – Ações e estratégias de inclusão produtiva têm auxiliado diversas famílias brasileiras a melhorar de renda e serem mais independentes financeiramente. Na cidade de Caucaia – localizada na região metropolitana de Fortaleza, capital do Ceará -, centenas de mulheres descobriram a importância da emancipação com o projeto Dona de Mim. Lançada em 2017, a iniciativa já causa mudança na vida das participantes, devolvendo autonomia e autoestima.

Com aulas de artesanato, culinária e empreendedorismo, o projeto auxilia as mulheres a traçar uma nova estratégia de vida. A dona de casa Lindalva Pereira de Gois, de 48 anos, por exemplo, deixou a timidez de lado e descobriu que se abrir para novas amizades pode levar a grandes oportunidades. “Eu não conseguia dar um abraço em uma pessoa, dar um sorriso para alguém. Hoje faço tudo isso e minha própria família diz que sou outra pessoa”, destaca com orgulho.

Lindalva integra o Dona de Mim desde o começo, no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Litoral. Nascida e criada em Caucaia, vivia para cuidar da casa, do marido e do filho. Mas foi em uma das palestras sobre empreendedorismo que criou coragem para apresentar à turma uma ideia que vinha tomando seus pensamentos há um bom tempo. “Eu disse que meu sonho era começar um negócio para mim em casa. Porque eu aprendi a fazer bolo e muitas outras coisas lá”, conta.

A participante ainda não é empresária, mas já criou coragem e revende picolés em sua residência mesmo. Ela, que já foi beneficiária do Bolsa Família, sabe bem a importância de uma renda extra. O negócio é recente e cada produto custa R$ 1 real. “As pessoas ainda estão conhecendo, mas já é o primeiro passo”, declara.

Agora Lindalva não se contenta mais em ficar apenas com as panelas, panos de chão e o preparo da comida. “Ainda não faço exatamente da forma que gostaria de fazer, mas eu chego lá. É como vejo nas entrevistas da televisão, a gente começa assim de pouquinho. Quem sabe futuramente eu consiga abrir minha lanchonete”, planeja esperançosa.

Projeto – Em Caucaia, mais de 51 mil famílias estão inseridas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. Dessas, 500 mulheres, entre 18 e 59 anos, participam do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), oferecido nos 11 Cras da cidade. A gestão municipal percebeu que o perfil desse grupo tinha uma semelhança: grande parte delas eram donas de casa e responsáveis familiares. Foi dessa demanda que nasceu o Dona de Mim.

“O nosso objetivo é atender esse público. Propiciar uma melhor qualidade de vida para elas desenvolverem a compreensão crítica sobre o seu território e papel como mulher dentro da sociedade”, explica a diretora da Proteção Social Básica e Especial da Secretaria de Desenvolvimento Social de Caucaia, Ana Cristina Dias Carneiro, responsável pelo projeto.

Já com 351 participantes e ainda engatinhando, a meta inicial do Dona de Mim é encaminhar 50% das mulheres que integram o projeto para o mercado de trabalho em 12 meses. As mudanças de comportamento são as mais perceptíveis: “O projeto permite que elas conheçam mais o trabalho da Assistência Social. Muitas não sabiam o que era o Cras e a dimensão da grandiosidade do Cadastro Único e da quantidade de benefícios”, avalia a assistente social Ailka Maria Magalhães.

Acesse aqui mais notícias sobre o Prêmio Progredir 

Progredir – O Dona de Mim é um exemplo de como ações de inclusão produtiva transformam a vida das pessoas mais vulneráveis. O governo federal vem atuando para reduzir a dependência dessa parcela da população de programas de transferência de renda. Uma das  estratégias é o Plano Progredir.

“Uma série de programas ajudam a aliviar a situação de vulnerabilidade social, como o Bolsa Família. Mas além dessas ações, é importante que as famílias recebam apoio para que possam quebrar o ciclo de pobreza”, enfatiza o secretário de Inclusão Social e Produtiva do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), Vinícius Botelho.

Coordenado pelo MDS, o Progredir oferece assistência técnica para microempreendedores ou pessoas com potencial para empreender em todo o país, além de ações de inclusão digital, educação financeira e vagas em cursos profissionalizantes. O foco da iniciativa são os beneficiários do Bolsa Família e demais inscritos no Cadastro Único.

* Por Pamela Santos

Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505 / 9.9229-6773
www.mds.gov.br/area-de-imprensa