Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2018 > Agosto > Creas atende quem teve direitos violados ou está em situação de risco social

Notícias

Creas atende quem teve direitos violados ou está em situação de risco social

PROTEÇÃO

Serviço do Sistema Único de Assistência Social é gratuito e está disponível para toda a população
publicado  em 10/08/2018 16h59
Ana Nascimento/MDS

Brasília - Pessoas em situação de risco social ou que tiveram seus direitos violados podem receber atendimento no Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas). A unidade do Sistema Único de Assistência Social (Suas) busca recuperar o convívio social e ajudar na reconstrução dos laços familiares em casos de violência doméstica, trabalho infantil, abandono, situação de rua ou discriminação por orientação sexual ou racial.

Ao ser atendido, o cidadão é orientado e encaminhado para a assistência social ou demais serviços públicos existentes no município, como de saúde e educação, entre outros. A equipe também auxilia com informações e orientações jurídicas, acesso à documentação pessoal e suporte à família, com assistentes sociais, psicólogos, terapeutas e outros profissionais. A quantidade de funcionários de cada unidade depende da gestão, do tamanho do município e das especificidades do território.

Muitas vezes, o Creas é confundido com o Centro de Referência de Assistência Social (Cras), também do Suas. “O Creas é um serviço da proteção social especial. Isso significa que ele se dirige às famílias que já vivenciam processos mais graves, de violência doméstica, violência urbana ou situação de rua, por exemplo. Já o Cras tem uma função mais preventiva, para que as pessoas não venham sofrer esse processo mais grave”, explica a técnica de serviços especializados para famílias e indivíduos do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), Márcia Viana.

Os serviços do Creas são gratuitos e disponíveis para qualquer cidadão. Ao todo, existem mais de 2,6 mil unidades do Creas no Brasil.

* Por Pamela Santos

Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505 / 9.9229-6773
www.mds.gov.br/area-de-imprensa