Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2018 > Abril > Município mineiro é o primeiro a aderir à Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa

Notícias

Município mineiro é o primeiro a aderir à Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa

POLÍTICAS PÚBLICAS

Com o apoio do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), Ponte Nova desenvolveu projeto piloto para garantir mais qualidade de vida às pessoas com mais de 60 anos
publicado  em 05/04/2018 15h14
Foto: Rafael Zart/MDS

Brasília – Primeiro município a aderir à Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa, Ponte Nova (MG) tem cerca de 60 mil habitantes. Desse total, 15% já estão acima dos 60 anos. Para garantir mais qualidade de vida às pessoas com mais de 60 anos, a cidade mineira, com o apoio do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) e a Universidade Federal de Viçosa (UFV), desenvolveu um projeto piloto em uma comunidade de baixa renda. A ação deu certo. Agora, um centro de convivência está sendo criado e a intenção é expandir as ações para todo o município.

 Para o prefeito de Ponte Nova, Wagner Mol Guimarães, o principal resultado da ação foi o resgate da dignidade dos idosos e uma maior visibilidade diante das ações do poder público.

 “As pessoas me disseram que aprenderam a ser gente de novo. Aprenderam a exercer a cidadania e a cobrar do poder executivo local questões de mobilidade, de acessibilidade e de transporte coletivo. Elas perceberam que podem se divertir e não precisam ficar somente em casa; podem ter convívio com outras pessoas”, destacou.

 Guimarães ressalta também que é dever do município criar oportunidades de bem-estar para a população mais idosa. “O município deve estar voltado para as políticas públicas que de fato agreguem essas pessoas, muitas vezes, desprezadas pela sociedade. Deve fazer algo que ajude a mudar este cenário. Tratar as pessoas com dignidade não necessita de recursos. Precisa de respeito”.

 Os benefícios de incluir socialmente os idosos nas decisões do município, defende ele, também refletem melhorias em outras áreas. “Se eu não tiver capacidade de ouvir a população idosa, posso correr o risco de fazer uma obra que não responde àquilo que eles querem. Uma pessoa que consegue interagir e sabe dos seus direitos é um cidadão que adoece menos e que nos ajuda a crescer”.

 Por isso, a primeira iniciativa do município foi reativar o Conselho do Idoso. “O conselho precisa ter voz de verdade. Reformulamos todos e criamos um espaço de cidadania e de fortalecimento para que esse conselho possa ajudar a administração a efetivar as políticas públicas do idoso”, contou.

A ação em Ponte Nova reúne diversas áreas do poder local, especialmente as de assistência social, saúde e educação. Para o secretário nacional de Promoção do Desenvolvimento Humano do MDS, Halim Girade, a Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa também promove a integração da sociedade e do governo local.

 “Para chegar até isso, nós temos nos municípios a elaboração de diagnósticos sobre os idosos, de planos, a aprovação desse plano como lei pela Câmara de Vereadores, a sanção do prefeito e, a partir deste momento, começa o desencadeamento das ações”, explicou.

 Leia também:
MDS lança estratégia para levar qualidade de vida aos idosos

Saiba mais
Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa tem o objetivo de proporcionar mais qualidade de vida às pessoas com mais de 60 anos, promovendo um caminho para o envelhecimento ativo, saudável, cidadão e sustentável.

As ações são direcionadas aos idosos inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. Os municípios podem aderir ao projeto e desenvolver suas iniciativas voluntariamente, com a orientação dos governos Federal e Estadual. No momento da adesão, eles recebem um certificado que será preenchido por até cinco estrelas, à medida que forem cumpridas as etapas estabelecidas pela estratégia.

A ação é desenvolvida pelo MDSem parceria com os ministérios da Saúde e dos Direitos Humanos, do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) e da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa