Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2017 > Setembro > Oficina debate modelo de comercialização de alimentos com o apoio da comunidade

Notícias

Oficina debate modelo de comercialização de alimentos com o apoio da comunidade

Agricultura familiar

Experiência das Comunidades que Sustentam a Agricultura (CSA) no Distrito Federal foram apresentadas na tenda Alimentação Saudável do Congresso de Agroecologia 2017
publicado  em 13/09/2017 09h28
Foto: Rafael Zart/MDS

Brasília – Da cultura do preço para a cultura do apreço. A frase marcou o começo da oficina Aquário com os agricultores: A experiência em Comunidades que Sustentam a Agricultura (CSA) no Distrito Federal. A atividade foi promovida nessa terça-feira (12) na tenda Alimentação Saudável, espaço organizado pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) e parceiros no X Congresso Brasileiro de Agroecologia, que vai até sexta-feira (15) na capital federal.

Na oficina, foi apresentado um novo modelo de comercialização dos alimentos produzidos pela agricultura familiar. Na CSA, o agricultor vende seus produtos diretamente para a comunidade sem ter que passar por intermediários. O formato conta com a participação de várias pessoas para a organização e o financiamento da produção.

Aleixo Leitão Junior, da comunidade Ponta Alta, no Gama, região a 34 quilômetros de Brasília, participou da atividade. Há três anos, ele deixou o trabalho de engenheiro civil para se dedicar à roça. Sem nenhuma experiência na agricultura, ele encontrou na CSA o apoio que precisava.

"No começo, quando eu estava só plantando, não queria participar da lógica do mercado capitalista. Foi quando apareceu a CSA. Comecei a plantar, fazer uma coisa que eu gosto e distribuir de uma forma legal, formando uma comunidade, uma economia solidária. Planto todo o tipo de hortaliça, verduras, tomates. Tudo orgânico", conta o agricultor que faz parte da CSA da Floresta.

Depois de muita dedicação, a família resolveu viver apenas com a renda da CSA. A decisão foi difícil à época. Mas hoje é motivo de comemoração. “Ganhava cinco vezes mais do que ganho atualmente. A felicidade não está na questão financeira. Almoço em casa e estou sempre com meus filhos. Minha vida é mais simples e melhor".

A empresária Daniela Ibanhez também viu na CSA uma oportunidade de mudar de vida. Ela não conhecia a experiência. Durante a oficina, contou que, até o final do ano ,quer largar o ramo de iluminação, onde trabalha há 20 anos, e viver da terra. Daniela já está procurando um terreno para começar a plantar e fazer, quem sabe, uma horta comunitária.

"Essa oficina foi estimulante. Sei que posso mudar o mundo e a minha comunidade. Com essa atitude, de viver com o que você produz, podemos contribuir para diminuir o uso de agrotóxicos. Acho que podemos abrir caminhos para que outras pessoas acreditem em uma vida mais simples."

Mais duas oficinas Aquário com os agricultores: A experiência em Comunidades que Sustentam a Agricultura (CSA) no Distrito Federal serão promovidas nesta quarta-feira (13), às 18h, e nesta quinta (14), às 16h30, na tenda Alimentação Saudável, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. As atividades são gratuitas e abertas ao público.

Evento – A tenda Alimentação Saudável é organizada pela Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan), coordenada pelo MDS. No espaço, serão promovidos painéis, oficinas, rodas de conversa em parceria com Ministério do Meio Ambiente, Ministério da Saúde, Consea, Emater-DF, Slow Food Brasil, CSA Brasília, Fiocruz, UnB e Idec.

O Congresso de Agroecologia 2017 é a realização simultânea do VI Congresso Latino-americano de Agroecologia, X Congresso Brasileiro de Agroecologia e V Seminário de Agroecologia do Distrito Federal e Entorno.

Os eventos são promovidos pela Sociedade Científica Latino-americana de Agroecologia (Socla) e Associação Brasileira de Agroecologia (ABA-Agroecologia), organizados em Brasília por uma comissão formada por representantes da Embrapa, Universidade de Brasília, Emater-DF, Secretarias de Estado do GDF (Seagri e Sedestmidh), Ibram e ISPN. Conta com o apoio de vários ministérios, organizações e movimentos sociais. O evento é patrocinado por BNDES, Itaipu Binacional e Fundação Banco do Brasil.

Tendas Alimentação Saudável e Dona Flor: Saberes e Práticas de Saúde e Cura  (12/09/2017)

Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003

 Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa