Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2017 > Outubro > Semana de combate ao Aedes aegypti mobiliza gestores da assistência social

Notícias

Semana de combate ao Aedes aegypti mobiliza gestores da assistência social

POLÍTICAS PÚBLICAS

Ações integradas nas áreas de assistência social, saúde e educação reforçam o compromisso do governo federal na luta contra o mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya
publicado  em 20/10/2017 11h10
Foto: Divulgação

Brasília –  Para conscientizar a população sobre a importância de eliminar os focos do Aedes aegypti, a rede de Assistência Social promove, a partir da próxima segunda-feira (23), diversas ações pelo país. A iniciativa marca a Semana Nacional de Mobilização da Educação, Assistência Social e Saúde no combate ao mosquito. O principal objetivo é fazer um alerta sobre o transmissor da dengue, zika e chikungunya, que durante o período de chuvas se reproduz com facilidade.

Os Centros de Referência da Assistência Social (CRAS), Centros de Referência Especializados da Assistência Social (CREAS), Centros de Referência Especializados para População em Situação de Rua (Centros Pop) e demais unidades do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) irão oferecer atividades como gincanas, palestras, rodas de conversa e mutirões de limpeza. Haverá também programação nas escolas e unidades de saúde ao longo da semana, até sexta-feira (27).

O ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, destaca o papel dos gestores, agentes de saúde, beneficiários de programas sociais, lideranças comunitárias e dos profissionais do SUAS durante a campanha: “O mosquito Aedes aegypti traz danos enormes à saúde dos cidadãos e a única maneira de o enfrentarmos é eliminando seu foco. A ideia é que um mutirão, envolvendo as equipes integradas de saúde, educação e assistência social em todos os níveis, possa conscientizar a população e contribuir para exterminar o maior número possível de focos.

No munícipio de Garruchos, localizado no interior do Rio Grande do Sul, a integração das áreas já fortalece o trabalho de prevenção contra as doenças transmitidas pelo mosquito. No CRAS da pequena cidade, que possui cerca de três mil habitantes, os trabalhadores orientam os usuários a fazerem a sua parte para evitar os focos do Aedes aegypti. A coordenadora do centro, Rita Bialy, explica que na semana de mobilização as ações serão centralizadas nas escolas.  

“Nós gestores devemos abraçar essa causa em conjunto com as áreas de saúde, educação e assistência social, porque elas se complementam com várias informações. Nossa atenção aqui é especialmente nas escolas. Sabemos que as crianças levam as explicações para casa e ajudam a fiscalizar”, afirma ela.

Prevenção - Para manter a população livre do Aedes aegypti - mosquito que transmite a dengue, a chinkungunya e a zika - é necessário eliminar toda a água parada. Manter calhas sempre limpas, garrafas viradas para baixo, lixeiras fechadas e tonéis e caixas d’ água tampadas são iniciativas importantes para o combate. 

Saiba Mais
Semana Nacional de Mobilização da Educação, Assistência Social e Saúde
Data: de 23 a 27 de outubro, em todo o país
Coordenação: Sala Nacional de Coordenação e Controle, composta pelos ministérios da Saúde; Integração Nacional; Defesa; do Desenvolvimento Social; Educação; Casa Civil e a Secretaria de Governo da Presidência da República, além de outros órgãos convidados.

*Por Carolina Graziadei

Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003 

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa