Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2017 > Outubro > Oficinas regionais do Sisan promovem o fortalecimento da segurança alimentar e nutricional

Notícias

Oficinas regionais do Sisan promovem o fortalecimento da segurança alimentar e nutricional

ALIMENTAÇÃO ADEQUADA

Troca de experiências entre municípios de todas as regiões do país é o principal objetivo dos encontros
publicado  em 26/10/2017 16h09

Brasília - Trocar experiências e conhecer as práticas realizadas por Estados e municípios que oferecem alimentação adequada à população é o principal objetivo das oficinas regionais promovidas pelo Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan). Os encontros acontecem nas cinco regiões do país ao longo de 2017. Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste já realizaram as oficinas nas cidades de Porto Alegre (RS), São Paulo (SP), Campo Grande (MS) e Recife (PE). A região Norte encerra os ciclos em Manaus (AM), nos dias 26 e 27 de outubro.

O coordenador-geral de apoio à implantação e gestão do Sisan, do Ministério do Desenvolvimento Social, (MDS) Élcio Magalhães, afirma que a iniciativa cumpre papel fundamental para o fortalecimento do Sistema junto aos gestores federais, estaduais, municipais e representantes da sociedade civil comprometidos com a segurança alimentar. “Estamos discutindo maneiras de potencializar as ações de segurança alimentar junto ao Sistema Único de Assistência Social (Suas), e as oficinas servem para olharmos para os Estados e percebermos os exemplos de boas políticas que estão sendo praticadas ’, disse.

A coordenadora da área de Segurança Alimentar e Nutricional do município de Joinville (SC), Edina Acordi, explica que as oficinas são o principal meio para troca de experiências, além de promover o diálogo entre as políticas públicas relacionadas ao tema. “As oficinas são espaços valiosos de troca de conhecimento porque trazem olhares diferenciados sobre cada prática em cada município. Busquei identificar quais ações poderíamos realizar no meu município. O contato com os técnicos do Ministério é muito significativo e poder passar um pouquinho da nossa experiência foi muito importante”, destacou.

Até agora, 276 municípios aderiram ao Sisan, além dos 26 Estados e do Distrito Federal. As prefeituras que desejam participar devem instituir um conselho para discutir todas as ações, planos e metas de segurança alimentar e nutricional com a sociedade civil, além da criação de uma câmara intersetorial e a elaboração de um Plano de Segurança Alimentar e Nutricional. A adesão ao Sisan facilita o acesso a recursos e programas federais, como por exemplo, o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

Para saber mais sobre as oficinais regionais, clique aqui.

*Por Carolina Graziadei

Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003 

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa