Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2017 > Outubro > Governo brasileiro apresenta compromissos com alimentação saudável durante encontro em Roma

Notícias

Governo brasileiro apresenta compromissos com alimentação saudável durante encontro em Roma

SEGURANÇA ALIMENTAR

Secretário do MDS participa da 44ª Sessão do Comitê de Segurança Alimentar Mundial (CSA), das Nações Unidas. O evento começa nesta segunda-feira (9)
publicado  em 09/10/2017 14h59

Brasília – O governo brasileiro apresentará os compromissos para garantir a alimentação saudável da população durante a 44ª Sessão do Comitê de Segurança Alimentar Mundial (CSA) da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO). O encontro começa nesta segunda-feira (9) e segue até sexta-feira (13), em Roma, na Itália. O secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), Caio Rocha, participa do evento.

O Brasil tem se comprometido em diversos fóruns internacionais com a melhora da qualidade da alimentação e a promoção de um sistema alimentar sustentável. Segundo o secretário, a construção de um sistema público de segurança alimentar e nutricional, “organizado sob os pilares da intersetorialidade e da participação social, ainda é a melhor forma de se atingir esses compromissos”. Ele vai apresentar os compromissos brasileiros para a Década de Ação em Nutrição nesta terça-feira (10).

Esses compromissos, reforça Rocha, estão respaldados no segundo Plano Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Plansan) – pactuado com 20 ministérios e secretarias. O documento traz um conjunto de 121 metas e 99 ações estruturadas a partir dos grandes desafios voltados aos hábitos alimentares da população brasileira.

“Essas metas se referem à garantia de renda e à necessidade de fortalecer as políticas públicas direcionadas especificamente ao aumento na disponibilidade de alimentos saudáveis e sustentáveis produzidos pela  agricultura familiar”, afirma.

Além disso, explica, o Brasil assumiu compromissos para fortalecer os sistemas agroecológicos de produção de alimentos associados a  ações que impeçam o crescimento da obesidade. Entre elas, estão a regulamentação da publicidade de alimentos e a taxação de refrigerantes e bebidas açucaradas.

Rocha diz ainda que o problema da má nutrição – e suas consequências na saúde e na segurança alimentar e nutricional – afeta os países de diferentes formas, seja pelo problema da fome e da desnutrição seja pela epidemia do sobrepeso e obesidade (doenças correlacionadas).

De acordo com ele, a Década de Ação em Nutrição, aliada a outras estratégias de nível global, como a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, fortalece a abordagem de que todas as formas de má nutrição devem ser tratadas de maneira articulada.

“Em muitos países, como no caso do Brasil, vivenciamos os dois problemas ao mesmo tempo. São 7,2 milhões de pessoas em situação de insegurança alimentar grave. Por outro lado, 60% dos brasileiros estão com sobrepeso e 20%, obesos. Além disso, um terço das crianças está acima do peso”, pontua.

Rocha reforça que, para entender a questão da nutrição, é necessário analisar o sistema alimentar. “Temos que avaliar quais e como os alimentos estão sendo produzidos, além de discutir como esta produção está sendo distribuída e consumida no nosso país.”

O secretário disse também que o governo federal “vai se dispor a facilitar a articulação de redes de ação para a agenda de compras públicas, governança de segurança alimentar e nutricional, redução do sódio e guias alimentares, que deverão funcionar durante a década da nutrição”.

“A implementação da agenda prevista para a Década de Ação de Nutrição impactará diretamente no alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável [ODSs] pelos diferentes países. Além de existirem objetivos diretamente relacionados à nutrição e à segurança alimentar e nutricional, há relações indiretas entre os compromissos da década e praticamente todos os ODSs”, afirma.

Agenda – Em Roma, a delegação brasileira participa de encontros oficiais, reuniões bilaterais e eventos paralelos. O secretário Caio Rocha participará do evento O Papel da Governança em Segurança Alimentar e Nutricional em Promover o Direito à Alimentação Local na quarta-feira (11), além de atividade sobre nutrição da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

CSA – O Comitê de Segurança Alimentar Mundial é um organismo intergovernamental que serve como um fórum para a revisão e acompanhamento das políticas de segurança alimentar e nutricional. Nas sessões e eventos paralelos, são discutidos temas e aprovados documentos que servem de referência para as políticas públicas em diversos países.

Nesta segunda-feira (9), primeiro dia da 44ª Sessão do CSA, as atividades serão dedicadas à Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, os ODSs e como o comitê poderá alcançá-los. Na terça (10), o foco dos trabalhos é a nutrição.

Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa