Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2017 > Novembro > Criança Feliz já atende a mais de 120 mil pessoas pelo país

Notícias

Criança Feliz já atende a mais de 120 mil pessoas pelo país

PRIMEIRA INFÂNCIA

Balanço foi apresentado durante reunião do Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS). Dos municípios que aderiram ao programa, 53% deram início às visitas
publicado  em 23/11/2017 17h18
Foto: Rafael Zart/MDS

Brasília – O programa Criança Feliz já atende a cerca de 123 mil pessoas em 1.371 municípios brasileiros. Até agora, 2.624 cidades aderiram à iniciativa e 5.808 visitadores foram contratados. O balanço do programa foi apresentado nesta quinta-feira (23), em Brasília (DF), durante a última reunião do ano do Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS).

 Na ocasião, o secretário nacional de Promoção do Desenvolvimento Humano do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), Halim Girade, destacou que 53% dos municípios que aceitaram o programa deram início às visitas. “Agora que os acompanhamentos estão acontecendo queremos que sejam com qualidade. Precisamos cada vez mais ouvir as demandas dos conselheiros nacionais de assistência social e ir formando e formalizando consensos”, ressaltou.

 Para o presidente do CNAS, Fabio Bruni, é importante que os conselheiros saibam como está a implementação do Criança Feliz no Brasil para poderem atuar junto ao governo federal. Segundo ele, os municípios estão empenhados em aderir ao programa, contratar os supervisores e visitadores e iniciar as visitas domiciliares. “Podemos ver que a prioridade dada pelo plano decenal para as crianças está sendo efetivada na prática, em especial para os filhos de beneficiários do Bolsa Família”, enfatizou ele.

 Na opinião da representante dos povos tradicionais e dos usuários do Sistema Único de Assistência Social (Suas), conselheira Elisa Maciel Costa, a assistência social deve olhar a família de forma integral, fortalecendo vínculos, um elemento essencial para o desenvolvimento na infância. Nesse sentido, o programa Criança Feliz desempenharia um papel importante.  “Os programas que são bons no Brasil precisam ter discussões como essa, serem aprimorados e ampliados, virarem uma questão de governo, uma política de estado”, defendeu a conselheira.

 Também participaram da reunião a secretária nacional de Assistência Social do MDS, Carminha Brant, e o secretário adjunto de Inclusão Social e Produtiva do órgão, Rodrigo Zerbone, que apresentou o Plano Progredir durante a plenária.

 CNAS - O Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS) é o órgão superior que delibera sobre todas as ações, serviços e programas do Sistema Único de Assistência Social (Suas). É formado por representantes dos governos estaduais, municipais e federal, além da sociedade civil. A próxima reunião do conselho está agendada para fevereiro de 2018.

 Leia mais
Osmar Terra defende fortalecimento do Sistema Único de Assistência Social

 Saiba Mais

O Criança Feliz é coordenado pelo MDS e integra ações nas áreas da saúde, assistência social, cultura, educação e garantia de direitos. Os beneficiários do Bolsa Família são acompanhados desde a gestação até os 3 anos de idade. Para as famílias que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC), o atendimento das crianças ocorre até os 6 anos de idade.

 *Por Pamela Santos

 Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003

 Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa