Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2017 > Novembro > Bolsa Família registra frequência escolar em dia de 95% dos alunos acompanhados

Notícias

Bolsa Família registra frequência escolar em dia de 95% dos alunos acompanhados

DESENVOLVIMENTO SOCIAL

O número representa mais de 12 milhões de estudantes assíduos em sala de aula. Dados são referentes aos meses de agosto e setembro de 2017
publicado  em 28/11/2017 19h44
Foto: Ubirajara Machado/MDS

Brasília – As redes de ensino municipal e estadual registraram a frequência escolar de mais de 13 milhões de crianças e jovens beneficiários do Bolsa Família. O número corresponde ao percentual de 91,1% de alunos do programa acompanhados, entre 6 e 17 anos de idade, durante os meses de agosto e setembro de 2017.  

Segundo o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), considerando a série histórica desde 2007, esse é o 2º melhor percentual para o período e o melhor de 2017 até o momento. Os dados demostraram ainda que 95% do total de alunos acompanhados estavam com a frequência escolar em dia. O que representa mais de 12 milhões de alunos assíduos em sala de aula. 

O acompanhamento faz parte das condicionalidades do Bolsa Família, que são compromissos assumidos pelos beneficiários e pelo poder público. Para o diretor de Condicionalidades do MDS, Eduardo Pereira, o objetivo é estimular o acesso à educação, a permanência dos alunos na escola e ajudar as famílias a quebrarem o ciclo da pobreza. 

“Acreditamos que esses resultados comprovam a eficácia do programa no sentido de manter as crianças na escola. A progressão escolar, que decorre da frequência escolar, leva a criança a se tornar um adulto mais instruído e com capacidade de se inserir na sociedade de forma produtiva”, destaca o diretor.

Confira: Resultado do acompanhamento de educação em cada município

Estados  Total de Alunos Beneficiários   Alunos acompanhados*   Cumpriram condicionalidade** 
 Quant.   %   Quant.   % 
Distrito Federal 106.560 92.498 86,80% 89.259 96,50%
Goiás 375.363 343.607 91,54% 326.576 95,04%
Mato Grosso 199.779 179.648 89,92% 171.167 95,28%
Mato Grosso do Sul 154.254 140.520 91,10% 131.145 93,33%
Centro Oeste 835.956 756.273 90,47% 718.147 94,96%
Acre 130.040 113.975 87,65% 110.571 97,01%
Amapá 101.249 78.425 77,46% 77.544 98,88%
Amazonas 562.562 492.963 87,63% 476.353 96,63%
Pará 1.198.820 1.083.426 90,37% 1.056.966 97,56%
Rondônia 110.779 101.965 92,04% 98.226 96,33%
Roraima 60.998 57.369 94,05% 55.817 97,29%
Tocantins 153.894 144.007 93,58% 139.552 96,91%
Norte 2.318.342 2.072.130 89,38% 2.015.029 97,24%
Paraná 385.659 361.858 93,83% 332.381 91,85%
Rio Grande do Sul 399.271 381.284 95,50% 352.379 92,42%
Santa Catarina 144.231 133.312 92,43% 127.558 95,68%
Sul 929.161 876.454 94,33% 812.318 92,68%
Alagoas 433.152 390.210 90,09% 376.694 96,54%
Bahia 1.736.673 1.548.985 89,19% 1.492.107 96,33%
Ceará 1.011.579 946.265 93,54% 905.972 95,74%
Maranhão 1.161.583 1.048.444 90,26% 1.031.433 98,38%
Paraíba 481.326 419.590 87,17% 405.802 96,71%
Pernambuco 1.093.012 1.000.632 91,55% 965.941 96,53%
Piauí 437.033 400.468 91,63% 395.392 98,73%
Rio Grande do Norte 343.129 318.601 92,85% 305.028 95,74%
Sergipe 266.429 249.540 93,66% 231.839 92,91%
Nordeste 6.963.916 6.322.735 90,79% 6.110.208 96,64%
Espírito Santo 190.266 183.274 96,33% 163.389 89,15%
Minas Gerais 1.145.404 1.039.814 90,78% 986.170 94,84%
Rio de Janeiro 855.933 758.265 88,59% 696.359 91,84%
São Paulo 1.541.527 1.457.892 94,57% 1.293.469 88,72%
Sudeste 3.733.130 3.439.245 92,13% 3.139.387 91,28%
Brasil 14.780.505 13.466.837 91,11% 12.795.089 95,01%

A beneficiária do Bolsa Família, Leide Daiane Cavalcante, de 29 anos, é um bom exemplo do cuidado que as famílias precisam ter com a frequência escolar dos filhos. Ela mora em Ipaussú, no interior de São Paulo, e não descuida nem um minuto da educação das crianças. As quatro estão na escola e sem nenhuma falta. Para ela, a educação é a principal herança que pode deixar para os meninos. 

“Eu sempre os incentivo a estarem na escola, a estudarem. Tenho fé que vão conseguir um bom caminho em uma boa faculdade. É isso que eu gostaria para o futuro deles, já que eu não tive oportunidade de estudar”, afirma a mãe.

Entre as capitais brasileiras, 13 cidades se destacam por registrarem o acompanhamento de frequência escolar superior à média nacional. São elas: Aracaju (SE), Belo Horizonte (MG), Boa Vista (RR), Campo Grande (MS), Curitiba (PR), Porto Alegre (RS), Florianópolis (SC), Goiânia (GO), Natal (RN), Palmas (TO), São Paulo (SP), Teresina (PI) e Vitória (ES). Já o melhor desempenho foi registrado em Porto Alegre. Na capital gaúcha, 99,7% dos estudantes inscritos no programa foram acompanhados.

 Em muitos dos casos em que a frequência escolar não foi acompanhada, o motivo é a mudança dos alunos de escola ou de cidade, sem que essa informação tenha sido registrada pela rede de educação. Por isso, é importante que as famílias informem na escola onde o aluno está matriculado que ele é beneficiário do Bolsa Família, além de manterem o Cadastro Único atualizado quando houver mudança de escola.

O programa – O Bolsa Família é voltado para famílias extremamente pobres (renda per capita mensal de até R$ 85) e pobres (renda per capita mensal entre R$ 85,01 e R$ 170). O valor repassado a cada usuário varia conforme o número de membros da família, idade e renda declarada no Cadastro Único. Ao ingressar no programa, as famílias recebem o benefício mensalmente.

 * Por Pamela Santos

Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa