Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2017 > Março > Seminário internacional debate importância do Cadastro Único na Amazônia

Notícias

Seminário internacional debate importância do Cadastro Único na Amazônia

PROGRAMAS SOCIAIS

Ferramenta funciona como porta de entrada para mais de 20 programas sociais, entre eles, o Bolsa Família e o Bolsa Verde
publicado  em 29/03/2017 21h00
Foto: Mauro Vieira/MDSA

Belém (PA) – O secretário nacional de Renda de Cidadania, Tiago Falcão, apresentou nesta quarta-feira (29) a experiencia brasileira com o Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal durante o Seminário Pan-Amazônico de Proteção Social, em Belém (PA). A ferramenta funciona como porta de entrada para mais de 20 programas sociais, entre eles, o Bolsa Família e o Bolsa Verde.  

“O Cadastro Único é hoje um banco de dados gigantesco, que nos permite não só identificar famílias mais vulneráveis, bem como formular políticas públicas”, destacou Falcão. Segundo ele, cerca de 60% da população da Amazônia Legal está inserida no cadastro, que reúne informações atualizadas sobre a composição das famílias, trabalho e renda e domicilio.

Durante o evento, o secretário também falou sobre o Programa Bolsa Família, que tem hoje aproximadamente 13,6 milhões de beneficiários. Desse total, 2,6 milhões estão na Amazônia Legal. Em relação aos grupos populacionais específicos, 62,5 mil famílias beneficiárias são indígenas, e 42,9 mil, quilombolas.

Outras experiências – Na Colômbia, as políticas sociais são focalizadas, seja por população, seja territorialmente. O objetivo, segundo o diretor de Transferências Monetárias de Prosperidade Social da Colômbia, Julián Torres, é otimizar recursos, atender a população mais vulnerável e reduzir a pobreza. “Precisamos identificar todas essas necessidades e ter uma oferta que seja pertinente para atacar as vulnerabilidades identificadas”, afirmou.

Torres destacou ainda que as políticas sociais no país são destinadas, especialmente, a pessoas em situação de pobreza extrema e moderada, primeira infância, crianças e adolescentes e grupos étnicos.

Ministro participa do Seminário Pan-Amazônico de Proteção Social - 27/03/2017

Evento – O Seminário Pan-Amazônico reúne representantes de seis países: Brasil, Colômbia, Equador, Guiana Francesa, Peru e República da Guiana. O objetivo do evento, que segue até sexta-feira (31), é promover a troca de experiências sobre proteção social na região amazônica.

O encontro é promovido pelo MDSA em parceria com Banco Mundial, Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), Agência Alemã de Cooperação Internacional (GIZ), Iniciativa Brasileira de Aprendizagem por um Mundo sem Pobreza (WWP), Marinha do Brasil, Secretaria de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda do Pará e prefeituras de Belém, Barcarena e Acará.

Informações sobre os programas do MDSA:
0800 707 2003 

Informações para a imprensa:
Ascom/MDSA
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa