Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2017 > Março > MDSA apresenta balanço da implantação do Criança Feliz no CNAS

Notícias

MDSA apresenta balanço da implantação do Criança Feliz no CNAS

PRIMEIRA INFÂNCIA

Primeiro ciclo de avaliação do programa foi considerado positivo por conselheiros nacionais de Assistência Social
publicado  em 09/03/2017 15h51

Brasília – O Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário divulgou na quarta-feira (8) ao Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS) um balanço das ações de implementação do Programa Criança Feliz. Foram apresentados o número de estados e municípios que aderiram ao programa e ainda os resultados da primeira oficina de capacitação para os multiplicadores estaduais.

Na primeira capacitação, foram treinados 84 profissionais. Esses multiplicadores, escolhidos pelos estados, serão responsáveis por acompanhar a execução do programa e formar os técnicos que farão as visitas às famílias para mostrar aos pais a melhor forma de estimular o desenvolvimento cognitivo, emocional e psicossocial das crianças.

Durante a reunião no CNAS, a diretora de Proteção Social Básica da Secretaria Nacional de Assistência Social do MDSA, Renata Ferreira, explicou ainda como serão realizadas as atividades previstas para o programa nos próximos três meses dentro do Sistema Único de Assistência Social (Suas). “O Criança Feliz diz respeito à parte da política de assistência social na atenção às crianças na primeira infância. Trouxemos o processo de aceite de municípios e estados e um panorama da implantação e perspectivas para o próximo trimestre”, explicou.

Saiba mais: Criança Feliz conclui primeira rodada de capacitações regionais

Após as primeiras capacitações dos multiplicadores nos estados, o Criança Feliz deve ampliar o foco aos municípios. “O programa tem uma estrutura sólida, com etapas a serem seguidas para sua implantação. O CNAS é um espaço referenciado de diálogo e construção para compartilhar informações e sanar dúvidas”, destacou a diretora.

O presidente do CNAS, Fábio Bruni, avaliou como positivo o primeiro ciclo de implementação do Criança Feliz. “Neste momento de implantação do programa, surgem muitas dúvidas nos conselhos estaduais e municipais sobre as ações desenvolvidas para a primeira infância no Suas. Todos os esclarecimentos precisam estar nivelados no CNAS para avaliação, por isso este encontro foi bastante positivo”, concluiu.

A pedido do CNAS, o MDSA apresentará a cada três meses um balanço das ações e resultados do Criança Feliz.

Programa – Em todo o país, 2.469 municípios participam do Criança Feliz, que é coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA) em parceria com os ministérios dos Direitos Humanos, Educação, Saúde e Cultura. O programa terá como ponto central a visitação domiciliar. Técnicos capacitados irão até as casas das famílias para mostrar aos pais a maneira correta de estimular o desenvolvimento dos filhos nos primeiros mil dias de vida. É neste período que o cérebro se estrutura e que a maior parte das competências fundamentais para o ser humano se desenvolvem.

O Criança Feliz irá priorizar gestantes e crianças de 0 a 3 anos de idade  beneficiárias do Programa Bolsa Família, crianças de até 6 anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e as afastadas do convívio familiar por medida protetiva prevista no art. 101 da Lei nº 8.609, de 13 de julho de 1990.

Informações sobre os programas do MDSA:
0800 707 2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDSA
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa