Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2017 > Março > Integração de serviços e benefícios sociais fortalece políticas públicas na Amazônia

Notícias

Integração de serviços e benefícios sociais fortalece políticas públicas na Amazônia

POLÍTICAS PÚBLICAS

Representantes do Brasil e da Colômbia apresentaram os programas de proteção social durante o Seminário Pan-Amazônico de Proteção Social
publicado  em 29/03/2017 18h48

Belém – A integração entre a prestação de serviços socioassistenciais e a transferência de renda na Amazônia foi tema de mesa de debate do Seminário Pan-Amazônico de Proteção Social, na tarde de terça-feira (28), em Belém (PA). Representantes do Brasil e da Colômbia apresentaram seus programas de proteção social.

Para a diretora de Proteção Social Básica do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA), Renata Ferreira, as diversidades socioterritoriais e geográficas da Amazônia apresentam desafios para prestação de serviços socioassistenciais e transferência de renda. “A integração entre serviços e benefícios de assistência social é necessária para fortalecer as políticas públicas”.

Durante o debate, a diretora falou sobre os desafios de fortalecer o Cadastro Único como principal ferramenta de gestão, além da revisão da metodologia aplicada pelo Serviço de Atenção Integral a Famílias e Indivíduos (Paif), ofertado em todos os Centros de Referência de Assistência Social (Cras).

O diretor de transferências monetárias de prosperidade social da Colômbia, Júlian Torres, apresentou o programa Más Familias en Acción, que oferece um apoio financeiro às famílias com crianças e adolescentes menores de 18 anos.

“Nosso objetivo, com esse programa, é contribuir para a superação e prevenção da pobreza na Colômbia, mediante o cumprimento de corresponsabilidades em saúde e educação”, disse. Torres também falou sobre o programa Jóvenes em Acción.

A iniciativa incentiva jovens de 16 a 24 anos a terem ensino superior, principalmente técnico, e a ingressarem no mercado de trabalho. O programa atende 354 mil jovens colombianos. Líder de uma comunidade indígena na Colômbia, Ruth Lorenzo conta que três dos seis filhos já se formaram. “Tenho filhos que já são profissionais. Um é administrador de empresas, outro é engenheiro civil e o mais novo, técnico agroflorestal”, comemorou.

Informações sobre os programas do MDSA:

0800 707 2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDSA
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa