Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2017 > Maio > Oficina debate o acesso de jovens ao mercado de trabalho

Notícias

Oficina debate o acesso de jovens ao mercado de trabalho

ASSISTÊNCIA SOCIAL

Encontro reúne representantes do governo federal, entidades privadas e trabalhadores do Sistema Único de Assistência Social (Suas) para debater socioaprendizagem
publicado  em 17/05/2017 17h27
Foto: Eduardo Tadeu

Brasília – Ampliar e garantir o acesso dos jovens de famílias em situação de vulnerabilidade ao mundo do trabalho. Esse é o objetivo da Oficina de Socioaprendizagem no Sistema Único de Assistência Social (Suas). O encontro começou nesta quarta-feira (17) em Brasília e reúne mais de 30 organizações de entidades privadas da assistência social e trabalhadores do Suas.

A secretária nacional de Assistência Social do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA), Carminha Brant, participou da abertura do encontro. Na ocasião, ela destacou a necessidade do trabalho entre os setores público e privado para impulsionar a política de aprendizagem.

“Para conseguir empoderar os adolescentes, precisamos fazer alianças. Com essa intersetorialidade, queremos atingir o desenvolvimento pleno das pessoas. Assim, elas vão conseguir viver em sociedade e exercitar a sua cidadania; serão mais felizes com mais qualidade de vida”, destacou.

Para a secretária nacional de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente, Cláudia Vidigal, a socioaprendizagem é um programa preventivo das maiores violações dos direitos de crianças e, sobretudo, dos adolescentes. “Vejo a socioaprendizagem como uma ferramenta fundamental para olhar para os temas mais difíceis da violação dos direitos dos adolescentes. Com essa política, o adolescente pode experimentar, de maneira segura e acompanhada, o que ele tem mais interesse em conhecer. É a construção da autonomia”, afirmou Cláudia.

O gerente institucional e corporativo do Centro de Integração Empresa Escola (CIEE), Ricardo Romero, afirmou que a oficina é um marco da evolução do programa de aprendizagem. “A partir dessa oficina, toda a questão da assistência social entra definitivamente no rol da aprendizagem. Hoje o CIEE está trabalhando muito forte para adequar todos os seus procedimentos à assistência social e às políticas do MDSA.”

Por meio de programas, projetos e ações de assistência técnica e financeira, a socioaprendizagem garante ao adolescente a inserção no mercado de trabalho e o acesso à renda. A Oficina de Socioaprendizagem no Sistema Único de Assistência Social segue até esta quinta-feira (18).

Informações sobre os programas do MDSA:
0800 707 2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDSA
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa