Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2017 > Junho > Prefeito de São Paulo anuncia adesão ao Criança Feliz

Notícias

Prefeito de São Paulo anuncia adesão ao Criança Feliz

PRIMEIRA INFÂNCIA

O ministro Osmar Terra e João Doria formalizaram nesta sexta-feira (9) o ingresso da capital paulista no programa
publicado  em 09/06/2017 17h17
Foto: Rafael Zart/MDS

São Paulo – O ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, e o prefeito de São Paulo, João Doria, anunciaram, nesta sexta-feira (9), a adesão da capital paulista ao Criança Feliz. Até 2018, 120 mil crianças serão atendidas na cidade.

Na ocasião, Terra falou sobre a importância do ingresso de São Paulo no programa. Também explicou que, com as visitas semanais, as famílias serão acompanhadas e orientadas sobre a melhor maneira de estimular o desenvolvimento infantil. Estudos científicos mostram que pessoas bem estimuladas nos primeiros anos de vida estudam mais, têm melhores condições de aprender e mais chances de vencer a pobreza.

“São Paulo vai se somar a 2.500 municípios do Brasil que já adotaram o programa. O Criança Feliz é importante para as famílias mais pobres porque elas vão ter um apoio que nunca tiveram no acompanhamento em casa do desenvolvimento dos seus filhos pequenos. Essas crianças terão a possibilidade de um estímulo maior, de desempenho melhor na escola e, no futuro, a oportunidade de uma profissão melhor que a do seus pais”, ressaltou.

De acordo com o ministro, as crianças das famílias mais vulneráveis costumam ter, por exemplo, um vocabulário mais pobre e isso acaba impactando na capacidade de aprendizado quando elas chegam à escola.

O prefeito João Doria afirmou que era inadmissível que a maior cidade do país ficasse fora do Criança Feliz, que, segundo ele, tem potencial para promover tantas mudanças na sociedade. “Vamos, inclusive, acelerar o programa. Estamos integrados e vamos multiplicar, se possível a curto e médio prazos, o impacto dele na capital de São Paulo”.

Os secretários nacionais do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), Halim Girade (Promoção do Desenvolvimento Humano), Carminha Brant (Assistência Social) e Caio Rocha (Segurança Alimentar e Nutricional), participaram da agenda em São Paulo.

O Criança Feliz acompanhará crianças de até 3 anos beneficiárias do Bolsa Família e as de até 6 anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC). Em todo o país, 2.547 municípios já aderiram à iniciativa.

Proteção social – Durante o encontro, também foi discutido o fortalecimento dos serviços de assistência social e das ações de proteção para o acolhimento de moradores de rua e, especialmente, para o atendimento a dependentes químicos.

O apoio do governo federal vai reunir ações na área da assistência social, saúde e segurança pública. O ministro Osmar Terra afirmou que é preciso unir esforços para enfrentar a epidemia de drogas. “Trabalharemos em conjunto com o Ministério da Justiça e o Ministério da Saúde no tratamento da dependência química. Vamos oferecer vagas em abrigos e retirar essa população da rua para que ela tenha uma qualidade de vida melhor”, disse. 

Para o prefeito, ações desenvolvidas em parceria com as três esferas de governo –  federal, estadual e municipal – “garantem mais segurança à iniciativa”.

Agricultura familiar – Nesta sexta-feira, o MDS também formalizou o repasse de R$ 3 milhões para incentivar a agricultura familiar por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). A ideia é estimular e fortalecer iniciativas de produção orgânica em hortas urbanas.

 Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003 

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa