Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2017 > Junho > Osmar Terra discute medidas de apoio para áreas atingidas pelas chuvas no RS e SC

Notícias

Osmar Terra discute medidas de apoio para áreas atingidas pelas chuvas no RS e SC

BOLSA FAMÍLIA

Ministro sobrevoou nesta segunda-feira (12) os municípios de Uruguaiana (RS) e Lages (SC). Entre as ações previstas, está a antecipação do pagamento do Bolsa Família
publicado  em 12/06/2017 18h42
Exibir carrossel de imagens Fotos: Mauro Vieira/MDS

Uruguaiana (RS), Lages (SC) – O ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, sobrevoou nesta segunda-feira (12) áreas afetadas pelas chuvas no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina. Na ocasião, Terra falou sobre as medidas que poderão ser adotadas para ajudar a população mais vulnerável. Entre elas, está a antecipação do calendário de pagamentos do Programa Bolsa Família.

"Nós vamos trabalhar para antecipar o pagamento nos municípios que já tiveram emergência homologada nos dois Estados. Também iremos encaminhar cestas de alimentos”, afirmou. Segundo dados da Defesa Civil do RS, o número de pessoas atingidas pelas chuvas no Estado chega a quase 12 mil, com 559 famílias desabrigadas e 2.283 desalojadas.

O ministro sobrevoou a região de Uruguaiana (RS) acompanhando do titular da Integração Nacional, Helder Barbalho. O município é um dos 79 que já tiveram situação de emergência decretada no Estado. O prefeito Ronnie Mello lembrou que esta é a segunda maior enchente da história em Uruguaiana. “O alento é o quanto a comunidade está envolvida e, sem dúvida, vamos superar isso mais uma vez”, disse.

Já em Santa Catarina, os ministros conferiram os estragos na região de Lages (SC). Eles garantiram ajuda aos municípios em estado de emergência. Conforme o governador Raimundo Colombo, serão necessários R$ 40 milhões para reparar os danos. “A ajuda do governo federal é fundamental para reestabelecer a normalidade, recuperar o que foi atingido e permitir o apoio a todas as pessoas”, acrescentou.

Em Santa Catarina, 31,8 mil pessoas foram afetadas pelas chuvas e ventos das últimas semanas. Ao todo, 103 municípios foram atingidos. O número de desalojados em casas de parentes e amigos chegou a 21.631 e, em abrigos públicos, 2.338.

Em situações de calamidade pública ou de emergência, o governo federal pode antecipar o pagamento do Bolsa Família nas cidades atingidas. Para isso, é necessário que as prefeituras encaminhem a solicitação ao Ministério do Desenvolvimento Social (MDS).

Reunião – À tarde, os ministros estiveram em Porto Alegre para uma reunião na Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs). Mais de 100 prefeitos participaram do encontro. De acordo com levantamento da entidade, os prejuízos no Estado superam R$ 339 milhões. O presidente da Famurs, Luciano Pinto, destacou que a presença dos ministros foi uma demonstração de união dos governos municipais, estadual e federal em busca de soluções. “O governo está sinalizando com auxílio, o que é muito importante para as comunidades, que vivem um momento extremamente difícil”, ressaltou.

Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa