Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2017 > Junho > Osmar Terra discute ações do plano contra a violência no Rio de Janeiro

Notícias

Osmar Terra discute ações do plano contra a violência no Rio de Janeiro

INCLUSÃO PRODUTIVA

Ministro do Desenvolvimento Social esteve reunido com representantes do BNDES e empresários nesta quarta-feira (28) para tratar da inclusão produtiva de jovens
publicado  em 28/06/2017 20h46
Foto: Rafael Zart/MDS

Rio de Janeiro – O ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, discutiu nesta quarta-feira (28) com representantes do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) estratégias para promover a inclusão produtiva e a geração de oportunidades para os jovens que vivem em comunidades violentas do Rio de Janeiro. A ideia é dar uma resposta à crise econômica e de violência que atinge a cidade.

A reunião também contou com a participação de empresários do setor de turismo e eventos, como Ricardo Amaral e Roberto Medina, representantes dos ministérios do Turismo, Educação, Justiça e do Gabinete da Segurança Institucional. Foi consenso que os setores de turismo e promoção de eventos são os que têm maior potencial para estimular a economia, gerar empregos e oportunidades de inclusão para os jovens.

“O setor de turismo é muito dinâmico, envolve muitas áreas e tem um potencial gigantesco. O segmento deve ter todo apoio para se desenvolver e ajudar o Rio de Janeiro a superar a crise financeira”, disse Terra. 

As medidas de estímulo à economia e de geração de oportunidades devem integrar os esforços conjuntos dos governos federal, do Estado e da cidade do Rio de Janeiro previstos no Plano Emergencial de Ações Sociais para Enfrentamento de Violência. Além da ação policial de repressão ao crime, a estratégia vai levar assistência social e qualificação dos serviços públicos às comunidades hoje dominadas por facções criminosas. O foco é a devolução da cidadania a essas pessoas.

Planejamento – Mais cedo, Terra discutiu os detalhes do plano em uma reunião no Palácio Guanabara. O encontro contou com a participação de representantes dos ministérios da Saúde, Educação, Justiça, Gabinete de Segurança Institucional, secretarias do Estado e do município.

Foto: Rafael Zart/MDS

“A parcela mais pobre da população precisa de oportunidades para ter uma vida melhor, com a possibilidade de ascensão social. Esse é o objetivo da ação integrada: fazer com que os meninos que estão imobilizados nos bolsões de pobreza possam ter um futuro melhor”, afirmou o ministro.

Presente na reunião, o secretário da Casa Civil e Desenvolvimento Econômico do Rio de Janeiro, Christino Áureo da Silva, avaliou que as ações previstas no plano são respostas que a sociedade estava esperando há muito tempo. Com medidas de curto, médio e longo prazo, o plano irá integrar as áreas de assistência social, saúde, educação, cultura, direitos humanos e segurança. 

Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa