Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2017 > Junho > Ministros confirmam compromissos do governo brasileiro com Haiti

Notícias

Ministros confirmam compromissos do governo brasileiro com Haiti

POLÍTICAS PÚBLICAS

Osmar Terra e Ricardo Barros assinaram documento que autoriza o uso de US$ 20 milhões do Fundo de Reconstrução do Haiti para fortalecer sistema de saúde do país
publicado  em 23/06/2017 17h24
Foto: Mauro Vieira/MDS

Porto Príncipe, Haiti – Os ministros do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, e da Saúde, Ricardo Barros, assinaram nesta sexta-feira (23) documento que autoriza o uso de US$ 20 milhões do Fundo de Reconstrução do Haiti para fortalecer o sistema de saúde do país caribenho. O ministro da Saúde, Ricardo Barros, afirmou que a visita é uma confirmação do compromisso do povo brasileiro com os haitianos.

 “A assinatura desse termo, por mais três anos de cooperação, é a confirmação de que o Brasil tem compromisso com o povo do Haiti e continuará apoiando até que a economia do país se recupere e possa se sustentar, inclusive podendo colaborar posteriormente com outros países”, disse Barros.

 Os ministros também participaram da cerimônia de batismo do Hospital Comunitário de Referência Doutora Zilda Arns Neuman. A homenagem é um reconhecimento ao trabalho da médica brasileira, fundadora da Pastoral da Criança, que morreu no terremoto que atingiu a capital haitiana em 2010.

 hospital é um dos três construídos pelo Brasil no Haiti como parte do projeto internacional de reconstrução do país. Ao participar da solenidade, o filho da doutora Zilda e coordenador da Pastoral da Criança, Nelson Arns, pediu que a unidade seja um símbolo do trabalho iniciado pela mãe e um lembrete da importância dos cuidados com a saúde das crianças.

Leia também: 
Em visita ao Haiti, Osmar Terra discute acordos de cooperação na área social
Matéria publicada pelo jornal haitiano Le Nouvelliste

Ministro debate acordos de cooperação com haitianos (22/06/2017)

 Ele também destacou que o Brasil pode compartilhar os conhecimentos e as metodologias de estimulação ao desenvolvimento na primeira infância criados pelo Criança Feliz.

 “O programa vai dar atenção especial à criança e fazer com que a sociedade entenda a importância que tem os primeiros mil dias para o futuro do país. É muito mais fácil trabalhar da gestação aos dois primeiros anos de vida e construir as características de personalidade, psicológicas e até mesmo de saúde das crianças do que tentar recuperar isso depois. Temos que dar condições plenas de desenvolvimento para a criança”, afirmou o coordenador.

 A delegação brasileira foi recebida pelo primeiro-ministro do Haiti, Jack Guy Lafontant, para a discussão de acordos de cooperação entre os dois países. O ministro Osmar Terra também se reuniu com o ministro de Assuntos Sociais e do Trabalho do Haiti, Roosvelt Bellevue. Eles conversaram sobre a troca de experiências entre os países.

 O governo haitiano quer conhecer o Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal para aplicar essa tecnologia na gestão dos programas locais. Além disso, o país tem interesse nas ações brasileiras de segurança alimentar e nutricional e de combate à seca. O Haiti mantém mais de 400 restaurantes comunitários e quer aperfeiçoar o serviço a partir da experiência brasileira.

 O ministro Osmar Terra destacou que o Brasil pode contribuir com o conhecimento adquirido para o enfrentamento da pobreza e atenção à primeira infância.

 “O Haiti é um país que está em reconstrução e tem grandes dificuldades. Queremos contribuir e compartilhar os nossos programas de proteção básica e de cuidados com o desenvolvimento infantil, como o Criança Feliz. Acredito que vai ser uma contribuição valiosa”, destacou Terra.

 Em julho, o ministro de Assuntos Sociais e do Trabalho do Haiti, Roosvelt Bellevue, virá ao Brasil para continuar a construção de uma cooperação na área social.

 Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003 

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa