Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2017 > Junho > MDS promove oficina sobre atendimento dos povos ciganos no Suas

Notícias

MDS promove oficina sobre atendimento dos povos ciganos no Suas

POLÍTICAS PÚBLICAS

Encontro em Brasília debateu o atendimento da política de assistência social com base na diversidade étnica e cultural da população
publicado  em 28/06/2017 17h45

Brasília – O Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) realizou nesta quarta-feira (28) uma oficina sobre o atendimento do Sistema Único de Assistência Social ao Povo Rom – mais conhecidos como cigano. O debate foi um espaço de escuta e diálogo sobre as características dos povos e da cultura Romani. A ideia é aprimorar as políticas públicas, promover a cidadania e atuar contra o preconceito, a discriminação e o racismo.

Na abertura do evento, a presidente da Associação Internacional Maylê Sara Kalí (Amsk/Brasil), Elisa Costa, falou sobre a diversidade étnica e cultural dos povos, da realidade do Brasil e da expectativa com relação às políticas públicas. “Queremos desmitificar, principalmente, a forma como o governo enxerga as especificidades. Uma das coisas que lutamos muito é pelo entendimento das pessoas que realizam os atendimentos, para que elas recebam da melhor forma as famílias ciganas que procuram ajuda nas suas regiões. Se a busca ativa for aprimorada e isso for passado para Estados e municípios, já será um avanço que o Brasil nunca teve até hoje”, ressaltou.  

Atualmente, mais de 16 mil ciganos estão inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. “É sempre difícil falar sobre a quantidade da população, mas acredita-se que o Brasil seja o segundo país do mundo com mais ciganos”, acrescentou Elisa. A Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir) estimava mais de 500 mil pessoas em 2011.

Segundo a coordenadora-geral de Ações Complementares de Proteção Social Básica no MDS, Marcela Siqueira, a oficina é o primeiro de muitos encontros com representantes do Povo Rom para escuta, diálogo e discussão de demandas. “Queremos preparar um informativo para subsidiar as equipes dos Centros de Referências de Assistência Social (Cras) no atendimento e acompanhamento às famílias e comunidades ciganas. Temos que aprimorar as ações, além de ampliar a busca ativa para localização, identificação e inclusão de povos e comunidades tradicionais nas políticas sociais do governo federal”, afirmou.

Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003

 Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa