Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2017 > Junho > Criança Feliz terá sistema de monitoramento e avaliação

Notícias

Criança Feliz terá sistema de monitoramento e avaliação

DESENVOLVIMENTO INFANTIL

Para o ministro Osmar Terra, não é mais possível fazer política pública sem avaliar os resultados
publicado  em 29/06/2017 18h16
Exibir carrossel de imagens Foto: Rafael Zart/MDS

Brasília – O ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, anunciou nesta quinta-feira (29) que o Programa Criança Feliz terá uma ferramenta para monitorar e avaliar o impacto das ações. Segundo ele, não é mais possível fazer política pública sem avaliar os resultados.

“O Criança Feliz vai ter um sistema inédito de avaliação. Vamos ter uma amostragem de 30 municípios, onde as crianças serão acompanhadas com uma avaliação anual. A ideia é detectar muito cedo qualquer falha de capacitação ou de intervenção e corrigi-la”, afirmou ele durante oficina técnica com secretários e gestores municipais do programa. A ferramenta será desenvolvida pela Secretaria de Avaliação e Gestão da Informação do MDS.

Alinhamento – Os coordenadores estaduais do Criança Feliz também se reuniram nesta  quinta-feira (29), em Brasília, para alinhar as ações do programa. O ministro Osmar Terra e o secretário nacional de Promoção do Desenvolvimento Humano do MDS, Halim Girade, participaram do encontro.

Na ocasião, a coordenadora do Criança Feliz em Sergipe, Rita de Cássia Silva, relatou que o Estado avançou na implementação do programa. De acordo com ela, além da criação do comitê gestor, as capacitações de multiplicadores e supervisores já foram concluídas. Na primeira semana de julho, começa a capacitação dos visitadores.

Os avanços, disse ela, resultam da mobilização dos gestores e da intersetorialidade do comitê gestor, que faz a articulação com as redes de assistência social, saúde, educação e justiça. “Acredito que o programa vai trazer uma mudança nas vidas das famílias e ajudar as crianças a terem um futuro melhor. Nosso Estado está com um alto índice de violência. Nesses territórios, a gente já acredita em um futuro melhor”.

Primeira infância – Em todo o país, já são 2.547 municípios participantes do Criança Feliz. O programa priorizará as crianças de 0 a 3 anos beneficiárias do Bolsa Família e as de até 6 anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC). A iniciativa tem como ponto central a visitação domiciliar. Técnicos capacitados irão até as casas das famílias para mostrar aos pais a maneira correta de estimular o desenvolvimento dos filhos, principalmente nos primeiros mil dias de vida.

Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003 

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa