Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2017 > Junho > Brasil assume presidência do Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional da CPLP

Notícias

Brasil assume presidência do Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional da CPLP

POLÍTICAS PÚBLICAS

Entidade será coordenada pelo Ministério do Desenvolvimento Social. Nove países firmaram compromisso para garantir alimentação adequada à população
publicado  em 08/06/2017 16h41
Foto: Rafael Zart/MDS

Brasília – O Brasil assumiu, nesta quinta-feira (8), a presidência do Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (Consan-CPLP). Pelos próximos dois anos, a entidade será coordenada pelo Ministério do Desenvolvimento Social. Representantes de Angola, Cabo Verde, Guiné Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste, além do governo federal brasileiro, estiveram reunidos em Brasília para discutir ações, trocar experiências e firmar um acordo para a garantia do direito à alimentação adequada.

O ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, destacou a importância da criação de programas de apoio entre os países. “Nosso compromisso principal é reforçar essa troca de informações e trabalhar com objetivos bem determinados. O Brasil tem muita experiência de organização da agricultura familiar. Queremos garantir a alimentação saudável e melhorar as condições nutricionais da população no mundo”.

Para o secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do MDS, Caio Rocha, a troca de experiências beneficia toda a cadeia produtiva, de agricultores a consumidores. “O Brasil é um dos protagonistas mundiais na produção de alimentos, e a ação de nove países dentro de um fórum global significa uma soma de esforços e uma divisão de responsabilidades a favor da política de segurança alimentar”.

O representante da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) no Brasil, Alan Bojanic, falou da capacidade de liderança brasileira no conselho. “O Brasil vai conseguir articular os outros países em torno dessa estratégia, aproveitando as boas práticas e o grande legado de políticas bem-sucedidas”.

O Consan foi estabelecido como plataforma de união entre governos, sociedade civil e instituições de ensino e pesquisa para desenvolver ações na área de segurança alimentar e nutricional. O objetivo é promover a ampla participação para coordenação de políticas, legislação e programas de combate à fome e pobreza nos países membros.

Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003 

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa