Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2017 > Julho > Programa Cisternas é selecionado para prêmio internacional de políticas públicas

Notícias

Programa Cisternas é selecionado para prêmio internacional de políticas públicas

POLÍTICAS PÚBLICAS

Estratégia do governo federal é finalista do Prêmio Internacional de Política para o Futuro de 2017. Anúncio dos vencedores está marcado para setembro
publicado  em 25/07/2017 19h35
Foto: Rafael Zart/MDS

Brasília – O Programa Cisternas, coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), foi selecionado para o Prêmio Internacional de Política para o Futuro de 2017. A iniciativa foi escolhida por um júri de organizações internacionais entre outros 27 projetos de 18 países. 

Segundo o secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do MDS, Caio Rocha, “ficar entre os finalistas já é um reconhecimento do trabalhado desenvolvido pelo MDS em parceria com os governos estaduais e municipais, consórcios públicos municipais e organizações da sociedade civil”.

Rocha reforça que as cisternas estão transformando as vidas de milhares de famílias e têm ajudado a garantir o desenvolvimento da região e a combater a pobreza. Neste ano, serão investidos R$ 755 milhões para a construção de 133 mil cisternas e outras tecnologias sociais de acesso à água em todo o país. 

“A cisterna é uma tecnologia simples, de fácil aplicação e grande alcance. Neste ano, vamos construir cisternas em todas as escolas públicas rurais do Semiárido e tecnologias para garantir a inclusão produtiva rural das famílias”.

Ao todo, já são mais de 1 milhão de tecnologias sociais de acesso à água, sendo 877 mil tecnologias para consumo humano, 143,3 mil para produção de alimentos e 4 mil cisternas escolares construídas com recursos do governo federal.

O Programa Cisternas concorre com iniciativas da Austrália, China, Etiópia, Jordânia e Nigéria, além de uma iniciativa global. Esta é a 10ª edição do prêmio promovido pela organização alemã World Future Council em parceria com a Convenção das Nações Unidas de Combate à Desertificação. O anúncio dos vencedores está marcado para setembro, em Ordos, na China.

Saiba mais
O Programa Cisternas tem como objetivo a promoção do acesso à água para o consumo humano e para a produção de alimentos, o que garante a segurança alimentar e nutricional das famílias mais pobres.
A cisterna para consumo humano é projetada para suprir necessidades básicas (beber, cozinhar e higiene pessoal) de uma família de até cinco pessoas por oito meses, o período normal de estiagem no Semiárido. É uma tecnologia social – um conhecimento desenvolvido e compartilhado na própria comunidade –, simples e de baixo custo, que capta a água da chuva. Trata-se de um reservatório de alvenaria que armazena a água da chuva captada por um sistema de calhas interligado a ela, instalado no telhado.
O Programa Cisternas também apoia a construção de tecnologias sociais de acesso à água para ampliar as condições das famílias agricultoras produzirem alimentos para o autoconsumo e também para a comercialização de excedentes em feiras locais ou nos programas de compras institucionais, como o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae).

Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003 

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS (61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa