Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2017 > Julho > Criança Feliz: começam as primeiras visitas domiciliares

Notícias

Criança Feliz: começam as primeiras visitas domiciliares

PRIMEIRA INFÂNCIA

Os municípios sergipanos Pacatuba e Maruim foram os primeiros a levar os visitadores às casas das famílias selecionadas
publicado  em 21/07/2017 16h50
Foto: Ascom/Governo de Sergipe

Brasília – As primeiras visitas domiciliares do Programa Criança Feliz começaram nesta semana. Os municípios sergipanos Pacatuba e Maruim foram os primeiros a levar os visitadores às casas das famílias selecionadas. Em todo o país, 2.547 municípios já participam do Criança Feliz. Até o dia 18 de agosto, mais municípios podem preencher o termo de aceite das ações do programa.

Em Sergipe, 63 municípios aderiram ao Criança Feliz. A estratégia vai atender cerca de 7,5 mil crianças beneficiárias do Bolsa Família. De acordo com a coordenadora estadual do Criança Feliz, Rita de Cássia Ferreira, o Estado conseguiu mobilizar os gestores municipais, o que facilitou os avanços na implementação do programa. 

“Já temos 118 visitadores contratados e em processo de preparação. Os últimos municípios que passaram pela capacitação dos supervisores estão contratando agora as equipes. No final, teremos o total de 233 visitadores realizando esse trabalho com as famílias”.

Uma das primeiras famílias a receber os visitadores domiciliares foi a de Núbia Barbosa dos Santos, de 18 anos. Moradora de Paracatuba, ela tem três filhos. O mais novo, Wemersson, de apenas dois meses, foi cadastrado como beneficiário do programa. 

Núbia recebeu orientações quanto aos cuidados e estímulos que vão ajudar a desenvolver as habilidades do filho. As informações são da metodologia usada pelo programa, o Care for Child Development (CCD) do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

Primeira infância – Coordenado pelo MDS, o Criança Feliz vai promover o desenvolvimento integral infantil. A iniciativa priorizará as crianças de 0 a 3 anos beneficiárias do Bolsa Família e as de até 6 anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC). 

Com ações nas áreas de saúde, assistência social, educação, justiça e cultura, o programa orientará as famílias sobre a melhor maneira de estimular os filhos. A expectativa do governo federal é atender quatro milhões de crianças até 2018.

* Com informações do Governo do Estado de Sergipe

Leia também: Aberto prazo para novas adesões ao Criança Feliz

 Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa