Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2017 > Fevereiro > Ministro apresenta Programa Criança Feliz em grupo de trabalho do CDES

Notícias

Ministro apresenta Programa Criança Feliz em grupo de trabalho do CDES

Osmar Terra explicou as razões científicas que atestam a importância de investir na primeira infância para reduzir a pobreza
publicado  em 14/02/2017 17h53
Foto; Mauro Vieira/MDSA

Brasília – O ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, participou nesta terça-feira (14), em Brasília, da segunda rodada dos grupos de trabalho do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES) de 2017. Durante o encontro, na Escola Nacional de Administração Pública (Enap), ele apresentou as diretrizes do Programa Criança Feliz, que irá promover o desenvolvimento infantil integral entre famílias de baixa renda.

Ao longo de dois dias, os integrantes do CDES estabelecerão um conjunto de 15 recomendações, que serão levadas ao presidente Michel Temer no mês de março. O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, fez a abertura das atividades. Em seguida, conselheiros e autoridades debateram a educação básica no país.

Além do ministro Osmar Terra, o grupo de trabalho sobre educação básica conta com a participação da secretária-executiva do Ministério da Educação (MEC), Maria Helena Guimarães de Castro; do secretário de Educação Básica do MEC, Rossieli Soares da Silva; e do secretário de Política de Informática do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Maximiliano Martinhão.

Primeira infância – Na ocasião, Osmar Terra apresentou as razões científicas que atestam a importância de investir na primeira infância para combater a pobreza e construir uma geração de jovens mais preparados para o futuro. Foi com este foco que o governo federal lançou o Programa Criança Feliz, que deverá atender cerca de 4 milhões de crianças em todo o país até 2018.  

Coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA), o programa reunirá ações nas áreas de saúde, educação, cultura e justiça. Serão priorizadas gestantes e crianças de até 3 anos de idade beneficiárias do Bolsa Família e as de até 6 anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC). As famílias serão acompanhadas por profissionais capacitados, que farão visitas domiciliares de orientação sobre a melhor forma de promover o desenvolvimento infantil.

 

Informações sobre os programas do MDSA:
0800 707 2003 

Informações para a imprensa:
Ascom/MDSA
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa