Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2017 > Fevereiro > Criança Feliz conclui primeira rodada de capacitações regionais

Notícias

Criança Feliz conclui primeira rodada de capacitações regionais

MULTIPLICADORES

Programa promoveu sete treinamentos simultâneos. No total, 84 multiplicadores foram capacitados
publicado  em 23/02/2017 19h28
Foto: Patrick Grosner/MDSA

Brasília – O Criança Feliz encerrou nesta quinta-feira (23) a primeira rodada de formação de multiplicadores do programa. Em todo o país, foram realizadas sete capacitações regionais simultâneas. No total, 84 profissionais foram treinados. Esses multiplicadores, escolhidos pelos estados, serão responsáveis por acompanhar a execução do programa e formar os técnicos que farão as visitas às famílias para mostrar aos pais a melhor forma de estimular o desenvolvimento das crianças.

O ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, participou do encerramento dos treinamentos da região Sudeste, em São Paulo, e da região Sul, em Curitiba. O secretário nacional de Promoção do Desenvolvimento Humano do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA), Halim Girade, e a secretária nacional de Assistência Social, Carminha Brant, acompanharam o ministro.

Osmar Terra agradeceu o empenho de todos e reforçou que o Criança Feliz, com a atuação integrada das áreas da saúde, educação, assistência social, cultura e justiça, vai transformar a realidade do país ao formar uma geração mais bem preparada para a vida.

“Preparando as crianças no período que elas têm maior capacidade de organizar sua inteligência e suas competências, vamos mudar a vida delas. Elas vão chegar à escola aprendendo muito mais rápido. E terão escolaridade maior e uma profissão melhor para ajudar a família a superar a pobreza”, afirmou.

O ministro destacou que o programa inova ao colocar, todas as semanas, um profissional para acompanhar o desenvolvimento da criança e orientar a família a dar os melhores estímulos possíveis.

“O programa vai acompanhar 4 milhões de crianças e, para isso, precisa de um grande sistema de capacitação com metodologias comprovadas em 14 países e resultados excelentes. Todos os multiplicadores, supervisores e visitadores do Criança Feliz vão fazer um programa intenso de capacitação. Estamos terminando a etapa estadual e, em março, vamos iniciar a municipal. Tudo isso para garantir visitas de qualidade para as famílias”.

O secretário Halim Girade, responsável pelo programa, disse que a implementação do Criança Feliz se acelera e as primeiras famílias começam a ser atendidas em abril.

“Encerramos hoje o treinamento dos multiplicadores em sete capitais. A partir de agora, eles podem qualificar os supervisores nos municípios. Cada supervisor tomará conta de 15 visitadores. A visita domiciliar é um dos pilares do programa. O visitador vai trabalhar com a família para ela trabalhar a criança. Ele fortalece as competências da família na atenção à criança”, explicou.

Para a professora Tânia Oliveira Teles, uma das multiplicadoras no Espírito Santo, o programa será responsável por grandes transformações sociais. “O Criança Feliz trabalha na base da família e da pessoa: a primeira infância. O programa vai fortalecer o cuidado com a criança, possibilitando que ela tenha uma chance de transformar a sua vida e de estabelecer um diferencial de competitivo lá na frente”, disse.

A psicóloga Kenia Fontoura, multiplicadora indicada pelo Rio Grande do Sul, participou da capacitação em Curitiba. Kenia disse que acredita no sucesso do programa. “Todos os multiplicadores acreditam nessa causa. Acreditamos que investindo na primeira infância vamos conseguir uma sociedade mais solidária e com pessoas habilitadas e capazes”.

>

Primeira infância – O Programa Criança Feliz vai priorizar gestantes e crianças de até 3 anos beneficiárias do Bolsa Família, e as de até 6 anos do Benefício de Prestação Continuada (BPC). As famílias serão acompanhadas por profissionais capacitados, que farão visitas domiciliares periódicas de orientação sobre a melhor forma de promover o desenvolvimento integral das crianças.

Informações sobre os programas do MDSA:
0800 707 2003 

Informações para a imprensa:
Ascom/MDSA
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa