Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2017 > Dezembro > Programa de Fomento às Atividades Rurais beneficiou mais de 40 mil famílias

Notícias

Programa de Fomento às Atividades Rurais beneficiou mais de 40 mil famílias

AGRICULTURA FAMILIAR

Para 2018, a meta é incluir outras 40 mil
publicado  em 27/12/2017 17h04
Foto: Ubirajara Machado/MDS

Brasília – Para apoiar as famílias mais pobres do campo, o governo federal aperfeiçoou o Programa de Fomento às Atividades Rurais – iniciativa que articula a oferta de assistência técnica e o repasse de recursos financeiros não reembolsáveis para apoiar projetos produtivos. No governo do presidente Michel Temer, mais de 40 mil famílias foram beneficiadas. 

Este ano, um decreto do governo federal deu novos contornos para a assistência técnica do programa. Antes, o serviço foi associado exclusivamente às entidades de assistência técnica e extensão rural (Ater). 

Agora, o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) pode também firmar parcerias para disponibilizar o serviço de atendimento familiar para inclusão social e produtiva com órgãos e entidades públicas e privadas (consórcios municipais, serviços sociais autônomos, entidades executoras de programas de acesso à água para produção, além de universidades federais e institutos federais de educação). 

A ideia é que as famílias mais pobres, não apenas as de agricultores, tenham alternativas de renda a partir do trabalho. Para 2018, a meta é incluir outras 40 mil famílias. Serão investidos mais de R$ 80 milhões. 

O ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, destaca que o programa orienta e dá apoio financeiro para que as famílias conquistem segurança e independência, com melhores condições de trabalho. 

“O Fomento é um programa de inclusão produtiva das famílias mais pobres da área rural do Brasil. Ajuda as famílias que têm menor renda e dificuldades para investir em sua propriedade. É um recurso a fundo perdido para que os agricultores possam viver em melhores condições”. 

O decreto integra ainda o Fomento com as iniciativas de oferta de água para produção, o que permitirá a chegada simultânea e coordenada da tecnologia social de acesso à água, da assistência técnica individualizada e periódica, bem como do repasse de recursos financeiros para aplicação em projetos produtivos. 

Oportunidade – Entre as famílias beneficiadas pelo Fomento está a da agricultora Valdirene Soares da Silva, de 47 anos. Moradora de Aliança do Tocantins (TO), ela recebeu, neste mês, o repasse de R$ 2,4 mil para investir na plantação de mandioca. O dinheiro é repassado por meio do cartão do Bolsa Família e pode ser usado para comprar equipamentos e melhorar as condições de produção. A Valdirene conta que esse apoio faz uma diferença enorme.

“Este projeto é ótimo porque sustenta a população rural. É uma ajuda que nos possibilita trabalhar. O benefício é muito bom; fiz muitas coisas. É um pouquinho que é multiplicado e vem nos ajudar sempre”. 

No Tocantins, o Fomento atendeu mais de mil famílias em 2017. O coordenador-geral do programa no Estado, Adenieux Rosa Santana, afirma que estas ações estão transformando a realidade de muitas famílias. A expectativa para 2018 é ampliar o trabalho e atender 100% dos municípios. 

“Este programa é muito importante. A aceitação das famílias tem sido grande porque algumas precisam melhorar as suas atividades e outras necessitam implantar um projeto novo”.

Saiba Mais

O Programa Fomento às Atividades Produtivas Rurais foi criado para estimular a geração de trabalho e renda e promover a segurança alimentar e nutricional de famílias que vivem em áreas rurais e se encontram em situação de pobreza e extrema pobreza.

A iniciativa repassa recursos no valor de até R$ 2,4 mil por família em situação de extrema pobreza (com renda per capita mensal de até R$ 85) ou até R$ 3 mil por família em situação de pobreza e de extrema pobreza (com renda per capita mensal de até R$ 170) para beneficiários localizados na região do Semiárido que tenham tecnologia social de armazenamento de água para produção.


Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003 

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa