Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2017 > Dezembro > Alimentação de qualidade transforma vida de jovem do Forças no Esporte

Notícias

Alimentação de qualidade transforma vida de jovem do Forças no Esporte

POLÍTICAS PÚBLICAS

Gabrielle Oliveira chegou ao programa com apenas 25 quilos. Com uma alimentação adequada e muito treino, ela conquistou a medalha de ouro no levantamento de peso
publicado  em 15/12/2017 18h20
Exibir carrossel de imagens Foto: Rafael Zart/MDS

Rio de Janeiro – Quem vê a força da jovem Gabrielle Vitória de Oliveira, de 15 anos, não imagina o quanto ela lutou para chegar ao primeiro lugar do pódio. Em junho deste ano, ela conquistou a medalha de ouro no Campeonato Brasileiro de Levantamento de Peso Sub-17. A menina franzina tinha 10 anos – e apenas 25 quilos – quando começou as atividades no Programa Forças no Esporte (Profesp), na unidade do Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (Cefan), da Marinha do Brasil, no Rio de Janeiro (RJ).

Desenvolvida pelo Ministério da Defesa, com o apoio das Forças Armadas, e em parceria com os ministérios do Desenvolvimento Social (MDS) e do Esporte, a iniciativa vem mudando a história de jovens em todo o país. São 23 mil crianças e adolescentes que, no turno contrário ao da escola, praticam esportes. O programa garante ainda duas refeições diárias com alimentos produzidos pela agricultura familiar.

“O começo foi bem difícil; eu era bem magrinha. Achava que não ia ter futuro. Mas depois que eu fui treinando, comecei a competir. E tudo mudou. Até a alimentação foi importante, porque tem o café da manhã e, logo depois, a gente treina e já tem o almoço”, conta.

Gabrielle e a família moram na comunidade de Acari, na capital fluminense. Com o apoio dos professores, a jovem teve mais garra para lutar e transformar sua vida. Graças à alimentação oferecida pelo Forças no Esporte, a atleta saiu do baixo peso e atingiu 45 quilos.

A mãe de Gabrielle, Shirley da Silva Barbosa, revela que não estranhou quando a filha escolheu o levantamento de peso como esporte. Ela diz que o programa mudou a personalidade da filha e até a convivência em casa melhorou. “Achei ótimo quando a Gabrielle decidiu participar do Forças do Esporte. Ela tinha muito tempo livre. Depois que começou a treinar, ficou muito mais obediente”.

Em outubro deste ano, a atleta representou o Brasil nos Jogos Sul-Americanos da Juventude, em Santiago, no Chile. A medalha não veio, mas o sonho de uma vida melhor, por meio do esporte, continua vivo. “Meu sonho é ser uma campeã mundial e também campeã olímpica. Estou treinando para isso”.

Iniciativa – O Forças no Esporte será ampliado graças ao Programa Emergencial de Ações Sociais para o Rio de Janeiro. O foco é atrair jovens que estão em risco social para uma atividade no turno contrário ao da escola e, assim, retirá-los do caminho da violência e dos riscos da rua.

Segundo o secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do MDS, Caio Rocha, além de promover a alimentação saudável das crianças e jovens, o programa também ajuda a fortalecer a agricultura familiar. “O recurso aplicado no Forças do Esporte não é despesa pública, é um investimento. Nós fazemos a aquisição dos alimentos para que os alunos tenham café da manhã e almoço, por exemplo, antes de voltarem para casa”.

Na assistência social, o MDS irá investir 42 milhões para a ampliação da rede socioassistencial no estado. Os beneficiários devem estar inseridos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, preferencialmente atendidos pelo Bolsa Família. A expectativa é atender 50 mil crianças e adolescentes de 6 a 17 anos.

Forças no Esporte – Rio de Janeiro

*Por Pamela Santos

Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa