Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2016 > Setembro > Suas garante proteção social e autonomia à pessoa com deficiência

Notícias

Suas garante proteção social e autonomia à pessoa com deficiência

Assistência social

As unidades do Sistema Único de Assistência Social atuam em conjunto para que o atendimento às famílias seja integral
publicado  em 23/09/2016 19h59
Foto: Ubirajara Machado/MDSA

Brasília – Há dois anos, a maranhense Lourdilene dos Santos Pinheiro, 44 anos, percebeu que os cuidados com o filho Erisson Rodrigo Pinheiro, 23, portador da Síndrome de Down, não estavam mais ajudando no desenvolvimento dele. “Ele estava sem atividade”, conta. A rotina do jovem mudou quando a família foi encaminhada ao Centro-Dia de São Luís. “Ele desenvolveu mais a fala, passou a conversar mais com as pessoas. Aprendeu muitas coisas”. 

Assim como Erisson, milhares de pessoas com deficiência utilizam os serviços do Sistema Único de Assistência Social (Suas). No Centro-Dia, que atende jovens e adultos com deficiência em situação de vulnerabilidade social, são desenvolvidas atividades que permitem a convivência em grupo, cuidados pessoais e o fortalecimento das relações sociais. Atividades comuns como escovar os dentes, pegar ônibus ou mesmo participar de brincadeiras são estimuladas pela equipe multidisciplinar. 

O vínculo familiar também é estimulado na unidade para que a qualidade de vida seja estendida à família, sem sobrecargas. “No Centro-Dia, a família recebe orientações sobre os cuidados que se devem ter em casa. Também é um  momento para que a cuidadora tenha um respiro, um apoio para o seu projeto de vida”, explicou a Mariana Neris, diretora de Proteção Social e Especial do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA). 

Benefício de Prestação Continuada - O cuidado com a pessoa com deficiência exige tempo e atenção. Para ajudar nas despesas, Erisson recebe o Beneficio de Prestação Continuada (BPC), direito pago à pessoa idosa e com deficiência que garante um salário mínimo ao mês. Ao todo, 2,4 milhões de pessoas com deficiência recebem o benefício no país. “Esse dinheiro é muito importante. Compro roupas e remédios que o Erisson precisa. Sem ele seria difícil”, explica Lourdilene, que dedica 100% do tempo ao filho. 

O BPC Escola e o BPC Trabalho são outras duas ações do BPC. O benefício escolar garante o acesso e a permanência na escola de crianças e adolescentes com deficiência de 0 a 18 anos. Às pessoas com deficiência que queiram trabalhar, o BPC Trabalho auxilia na qualificação e inserção no mercado de trabalho. Os beneficiários são prioritariamente entre 16 e 45 anos. 

A rede – O Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, celebrado no dia 21 de setembro, lembra a luta para a inclusão social, direito garantido pelo Sistema Único de Assistência Social. A Política Nacional de Assistência Social desenvolve ações para que as pessoas com deficiência em vulnerabilidade social tenham proteção e sejam autônomas. 

As 10 mil unidades de atendimento da rede de assistência social atuam em conjunto para que o atendimento seja integral à população. A Residência Inclusiva é outro serviço do Suas que acolhe pessoas com deficiência, que, muitas vezes, estão afastadas das famílias ou não têm condições de se sustentar. 

As casas funcionam 24 horas e recebem pessoas com deficiência. “Nesse dia de luta de defesa da pessoa com deficiência, avançamos muito no reconhecimento dos direitos. Ainda temos um desafio grande de reordenamento da nossa rede e de qualificação das ofertas”, destacou Mariana. 

Considerado a porta de entrada da assistência social, o Centro Referência de Assistência Social (Cras) faz a articulação das unidades da rede socioassistencial e de outras políticas. É no Cras que a pessoa com deficiência e seus familiares podem ser orientados sobre seus direitos, benefícios assistenciais, além de poderem participar do Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (Paif) e o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV). 

Já nos Centros de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), serviço presente em 95% dos municípios com mais de 20 mil habitantes, a pessoa com deficiência e seus familiares recebem o primeiro atendimento antes de serem encaminhadas para o Centro-Dia.  

Informações para a imprensa:
Ascom/MDSA
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa