Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2016 > Setembro > Ministério apresentará política de proteção social em Moçambique

Notícias

Ministério apresentará política de proteção social em Moçambique

PROTEÇÃO SOCIAL

Secretária Carminha Brant falará sobre o Sistema Único de Assistência Social durante evento da Cooperação Sul-Sul
publicado  em 02/09/2016 15h40
Foto: Rafael Zart/MDSA

Brasília – A secretária nacional de Assistência Social do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA), Carminha Brant, participa nos dia 5 e 6 deste mês do evento “Brasil e África: Lutar contra a pobreza e empoderar as mulheres via cooperação Sul-Sul” em Moçambique. Convidada especial, Carminha apresentará a política social participativa do Brasil e o Sistema Único de Assistência Social (Suas).  

O tema a ser discutido no encontro será o empoderamento da mulher e sua inclusão produtiva. A ideia é sensibilizar os gestores do país, a fim de que eles compreendam o papel e o significado da proteção social para as mulheres.  “Fico muito feliz de estar participando deste encontro de sensibilização. Seremos um exemplo de como se lida com a questão do atendimento e como empoderar a mulher”. 

Os gestores de Moçambique vão apresentar à secretária Carminha o funcionamento da Secretaria dos Serviços Socioassistenciais e a estrutura dos serviços no país. 

Para Carminha, o encontro proporcionará a troca de conhecimento. “Quero mostrar o que o Brasil faz no trabalho de atenção às mulheres, com uma inclusão produtiva mais humana e mais reconhecida. É importante mostrar como a rede de proteção social está estruturada no Suas”, disse. 

Suas – Criado em 2005, o Suas está presente em quase 100% dos municípios brasileiros. Além das 10 mil unidades públicas de atendimento, conta com aproximadamente 13 mil entidades privadas que prestam serviços socioassistenciais. O sistema garante o acesso da população de baixa renda, mais vulnerável, a benefícios, programas, projetos e serviços socioassistenciais. 

Com o Suas, o país abandonou a política do assistencialismo e passou a garantir direitos à população mais vulnerável. 

Informações para a imprensa:
Ascom/MDSA
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa