Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2016 > Setembro > MDSA reafirma compromisso com agroecologia e agricultura familiar

Notícias

MDSA reafirma compromisso com agroecologia e agricultura familiar

Acesso à água

Secretário Caio Rocha assegurou a continuidade das ações de implantação de tecnologias de acesso à água para a produção de alimentos
publicado  em 23/09/2016 10h52
Foto: Naiara Pontes/SG

Brasília – Ao participar da 15ª Reunião Ordinária da Comissão Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica (Cnapo), o secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA), Caio Rocha, assegurou a continuidade das ações de implantação de tecnologias de acesso à água para a produção de alimentos. 

“O ministro Osmar Terra determinou a continuidade do Programa Cisternas. Queremos, inclusive, ampliar a iniciativa. As cisternas de produção são fundamentais para a promoção da segurança alimentar”, destacou ele, nessa quinta-feira (22). 

Entre 2012 e 2015, período de vigência do primeiro Plano Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica (Planapo), o MDSA, em parceria com a Petrobras e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), entregou 141,6 mil tecnologias de água para produção, com investimento de aproximadamente R$ 1,8 bilhão. “Esse resultado superou a meta estabelecida no plano de 60 mil tecnologias”, lembrou o secretário. 

Segundo ele, o ministério contribuirá com as metas do segundo Planapo (2016-2019), por meio dos bancos de sementes e do estímulo à aquisição de sementes e produtos orgânicos e agroecológicos pelo Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). 

Lançado em maio deste ano, o plano reúne 196 iniciativas que promovem, entre outras ações, a produção de alimentos saudáveis. As medidas são divididas em seis grandes eixos: produção, uso e conservação dos recursos naturais, conhecimento, comercialização e consumo, terra e território, e sociobiodiversidade. 

Caio Rocha destacou ainda a articulação feita pelo MDSA junto aos órgãos governamentais para incentivar as compras institucionais da agricultura familiar. Em 2015, o governo federal investiu R$ 3,7 bilhões na compra de alimentos. 

“Com a nova legislação que torna obrigatório que órgãos da administração pública federal comprem, no mínimo, 30% dos gêneros alimentícios da agricultura familiar, temos um mercado potencial de R$ 2,7 bilhões”, explicou ele, ao citar parceiros como os ministérios da Defesa e da Educação.

Durante a reunião, representantes do governo federal e sociedade civil reafirmaram o compromisso com as ações de incentivo à agroecologia e à produção orgânica e com as políticas públicas de fomento à agricultura familiar.

 

Informações para a imprensa:
Ascom/MDSA
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa