Você está aqui: Página Inicial > Área de imprensa > Notícias > 2016 > Setembro > Caisans estaduais retomam debate sobre adesão dos municípios ao Sisan

Notícias

Caisans estaduais retomam debate sobre adesão dos municípios ao Sisan

Segurança alimentar

Fortalecimento do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional é tema de encontro promovido em Brasília
publicado  em 08/09/2016 20h11
Exibir carrossel de imagens Fotos: Patrick Grosner/MDSA

Brasília – O fortalecimento do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan) é o tema principal da 14ª Reunião das Câmaras Intersetoriais de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisans Estaduais). O encontro começou nesta quinta-feira (8) e prossegue até sexta (9), em Brasília. 

Atualmente, 183 municípios e todos os estados e o Distrito Federal já aderiram ao Sisan. “Queremos que todos participem e façam a adesão. Quanto mais aderirem, mais fácil será constituir uma política de segurança alimentar e nutricional”, reforçou o secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA), Caio Rocha. 

O secretário destacou ainda que os gestores também precisam priorizar as ações do Plano Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Plansan). “A gente quer passar o plano pelo conselho de ministros e trabalhar permanentemente. O Plansan não é estático; é um processo”. 

Destaque entre os estados, o Maranhão está avançado na implantação do Sisan. Até o fim do ano, o estado espera ter 57 municípios aderidos ao sistema. Para a secretária-adjunta de Segurança Alimentar e Nutricional do Maranhão, Lurvídia Serrão Araújo Caldas, o diferencial para a implantação da iniciativa foi ter uma Caisan forte. “Precisávamos de uma Caisan que funcionasse. Hoje temos um Conselho atuante e uma Caisan fortalecida.” 

Por ter um dos menores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) do Brasil, o desafio com a alimentação saudável no Maranhão é grande. Uma das ações levará 30 Centros de Referência de Segurança Alimentar para os municípios de menor IDH. Além da alimentação, as pessoas receberão atividades sobre nutrição e cursos de capacitação, e serão encaminhadas à prática de atividades físicas. “Há ainda o Guia de Educação Alimentar e Nutricional, em parceria com a secretaria de Educação, para tratar da questão da Segurança Alimentar nas escolas”, explicou. 

Além das Caisans estaduais, o encontro reúne representantes da Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan) e dos Conselhos Estaduais de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea). 

Informações para a imprensa:
Ascom/MDSA
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa